VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sábado, 5 de setembro de 2015

EM CAMOCIM, RONDA DO QUARTEIRÃO APREENDE DUPLA MENOR QUE PRATICOU ASSALTO NO POSTO SIENA.


Durante a madrugada de quinta pra sexta (03 para 04), uma dupla trafegando em uma moto chegou no posto Siena, localizado na Rua Antonio Zeferino Veras, bairro São Francisco, e um deles armado com revólver rendeu os dois frentistas que estavam na hora e levaram cerca de R$ 300,00 do caixa. Após o assalto os bandidos fugiram do local. Na ocasião a Polícia Militar foi acionada, realizou diligências por toda a cidade mais não conseguiram captura-los.
Já por volta das o4h00 da manhã deste sábado, 05, dois jovens trafegando em bicicletas, um deles armado com uma arma artesanal tipo garrucha, chegaram no mesmo posto e com violência anunciaram o assalto. Um dos frentistas foi arrastado pelos menores infratores e trancado dentro de um pequeno cômodo junto com o outro frentista. Os delinquentes roubaram a quantia de R$ 750, 00, um relógio de pulso e um facão, fugindo do local em seguida.

A IMAGEM QUE COMOVEU O MUNDO.


Foto mostra Aylan Kurdi, 3, afogado após naufrágio em praia na Turquia. Abdullah Kurdi perdeu também a mulher e o outro filho de 5 anos.

O pai de Aylan Kurdi, o menino sírio de 3 anos que foi encontrado morto em uma praia da Turquia e cuja foto se tornou uma das mais representativas da crise migratória na Europa, falou nesta quinta-feira (3) sobre a tragédia. Abdullah Kurdi perdeu também a mulher e outro filho de 5 anos no naufrágio. "Meus filhos escorregaram das minhas mãos", disse à agência de notícias turca Dogan.
"Tínhamos jalecos salva-vidas, mas o barco afundou porque várias pessoas se levantaram. Carreguei a minha mulher nos braços. Mas meus filhos escorregaram das minhas mãos", contou ele.
Abdullah disse que a família pagou para atravessar da Turquia para a ilha grega de Kos duas vezes. “Numa delas, os guardas nos pararam. Aí fomos libertados. Da segunda vez, os organizadores não cumpriram com a promessa e não trouxeram o barco. Então conseguimos um barco por nossos próprios meios", relatou à agência turca.

CAMOCIM-CE: ACIDENTE DE TRÂNSITO NO CRUZAMENTO DAS RUAS DR. JOÃO TOMÉ COM JOÃO PESSOA.

Na noite de sexta-feira, 04, um caminhão carregado de frutas e uma D20 colidiram no cruzamento das ruas Dr. João Thomé com João Pessoa. De acordo com populares o acidente foi provocado devido ao problema no semáforo que acendeu as luzes vermelha e verde ao mesmo tempo (foto). Na confusão, os veículos acabaram se chocando, os danos foram apenas materiais. A Sutran compareceu ao local para controlar o trânsito e realizar os procedimentos cabíveis.

Fonte: Revista Camocim

EM CAMOCIM, FORÇA TÁTICA MOTOS (FTM) PRENDE EX-PRESIDIÁRIA ACUSADA DE TRÁFICO DE DROGAS.

O intenso combate ao tráfico de drogas na cidade de Camocim obteve mais um êxito e botou por trás das grades mais uma mulher acusada de traficar entorpecentes. Ela foi identificada como Maria José Teixeira, vulgo "Tia Péta", de 55 anos.
Os policiais da Força Tática Motos (FTM) cumpriam determinações do Major Artunane Aguiar, comandante da 3ªCia/3ºBPM, e averiguavam uma denúncia que informava sobre um intenso movimento de usuários de droga que entravam e saíam em uma residência tida como “boca-de-fumo”, localizada na Rua São Paulo, no bairro Rodagem do Lago.
Os policiais armaram campana pelas proximidades e chegaram a abordar dois usuários de drogas que afirmaram terem ido comprar drogas na residência citada.

AGENTES PENITENCIÁRIAS SÃO AGREDIDAS EM PRESÍDIO NO CEARÁ E PARALISAM AS ATIVIDADES


Sindicato dos Agentes Penitenciários reivindicam segurança nas unidades. Secretaria afirma que detentas que agrediram agentes foram transferidas.

Agentes do Instituto Presídio Feminino Auri Moura Costa, na Grande Fortaleza, paralisaram as atividades da unidade prisional nesta sexta-feira (4) em protesto por mais segurança no local. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará (Sindasp), duas servidoras da categoria foram agredidas por detentas na noite desta quinta-feira (3).
Segundo o presidente do sindicato, Valdemiro Barbosa, agressões a servidores são comuns nas unidades prisionais do estado. "Lamentavelmente está virando rotina os nossos agentes serem agredidos ou ameaçados. O pior é que muitas vezes os agressores não são punidos", disse Barbosa.