VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

EM CAMOCIM, AGENTE PENITENCIÁRIO APREENDE MENOR APÓS ARREMESSAR DROGA PARA DENTRO DA CADEIA.


Por volta das 14h00 desta sexta-feira, 09, o agente penitenciário Sampaio apreendeu um menor com cerca de 50 gramas de maconha que seria jogada para os detentos do regime semiaberto da cadeia pública de Camocim.
O agente estava de plantão na referida cadeia quando percebeu o vaivém de um menor em frente à unidade. Nesse momento o profissional resolveu seguir o menor e viu quando ele entrou em uma galeria de loja (galeria do Hamilton) que fica nos fundos da cadeia. O agente flagrou o exato momento em que o adolescente arremessou a droga para o interior da cadeia, mais precisamente no albergue onde ficam os detentos do regime aberto e semiaberto. O próprio agente penitenciário deu voz de apreensão ao menor e com apoio dos policiais do Ronda, do FTM e da guarnição da cadeia conseguiram localizar a droga arremessada para dentro da unidade, cerca de 50 gramas de maconha. O menor foi conduzido para a DPC onde contra ele foi feito um BOC compatível ao artigo 33 da lei 11.343/06 (tráfico de drogas), sendo liberado em seguida assim como determina a lei.

DIARIAMENTE HOMEM LEVA LANCHE NA PRISÃO PARA MULHER QUE TENTOU MATÁ-LO DUAS VEZES COM CHUMBINHO.


Ele diz que a perdoa e que vai tentar retomar o casamento. Mulher de 32 anos está presa na Divisão de Homicídios.

Um homem entrega todos os dias o café da manhã para a ex-mulher que está presa na Divisão de Homicídios, em Fortaleza, por ter tentado matá-lo duas vezes com chumbinho, veneno usado contra ratos. De acordo com a Polícia Civil, a mulher, de 32 anos, foi presa na última terça-feira (6).
Preocupado com a mulher, José Maria leva todos os dias café, biscoitos e água. “Trago o que posso. Uma merenda. Trago biscoito, todo tipo de merenda para ela ficar bem. Trago também água. Não sei como é o sistema aqui. Quero que ela seja bem tratada e nada de ruim aconteça com ela”, disse.
A primeira vez que ela envenenou José Maria foi no dia 11 de setembro, quando colocou chumbinho na comida. Ele passou mal e se recuperou.
Quatro dias depois, ela tentou de novo. Dessa vez, José Maria foi parar no hospital e ficou duas semanas internado. A família dele suspeitou e denunciou a mulher para polícia, que decretou a prisão preventiva.

REFLEXÃO! QUEM PROTEGE AQUELES QUE NOS PROTEGE?

Para que serve a polícia? Poderia responder esta pergunta usando os conceitos de Egon Bittner, Jacqueline Muniz, Jorge da Silva, David Bayley, Robert Reiner, Dominique Monjardet, dentre outros, entretanto responderei da forma mais simples, a polícia serve para proteger os cidadãos. E ela protege? Sim. De forma eficaz? Sim. 
A polícia é imprescindível para a vida em sociedade, entretanto ela é formada por seres humanos que tem sentimentos, acertos e erros, porém a peculiaridades da função policial faz com que os acertos dos policiais, para a sociedade, não passem de obrigações, pois eles recebem para isso, e os seus erros sejam suscetíveis a receberem as piores penas, a execração pública. Quem ganha com isso?
A questão da condição do policial, o preparo dado aos policiais por ocasião da sua formação é muito aquém do desejado em todos os estados brasileiros.
Por que ninguém protege as pessoas que nos protegem? Todos querem a máxima perfeição dos policiais, mas não lhe dão a mínima condição de trabalho. Os policiais são tratados como máquinas, mas deles são cobrados sentimentos e sensibilidades. Sem contar os quais, diariamente, presenciam a morte do colega no cumprimento do dever e, logo após, têm que continuar o patrulhamento para justificar os discursos políticos que afirmam que as ruas estão policiadas. Triste ironia!

Veja a afirmação August Vollmer sobre a expectativa que o cidadão nutre em relação ao policial:
“O cidadão espera do policial que ele tenha sabedoria de Salomão, a coragem de Davi, a força de Sansão, a paciência de Jó e a autoridade de Moises, a bondade de um bom samaritano, o saber estratégico de Alexandre, a fé de Daniel, a diplomacia de Licon e a tolerância do carpinteiro de Nazaré e, enfim, um conhecimento profundo das ciências naturais, biológicas e sociais. Se ele tivesse tudo isso pode ser que seja um bom policial”.
O cidadão até pode esperar isso, mas nunca pode esquecer que o policial é um ser humano, e como ser humano tem limitações e defeitos, por isso devem ser julgados individualmente e não coletivamente. A polícia, para o bem da sociedade, não pode viver constantemente sobre execração pública. Quem ganha com o desgaste da polícia? Os bons profissionais (grande maioria) não podem sofrer as conseqüências dos maus profissionais (pequena minoria)! 

Por fim, existem instituições que protegem as onças pintadas, os micos leões dourados, os tucanos e outros animais, todas estas instituições são importantíssimas, entretanto no meio desta “selva de pedras” quem protege os seres humanos? Quem protege quem nos protege? Ou seja, e quem protege os policiais?

Camocim Polícia 24h
Reflexão enviada por um leitor

PRESO EM JUAZEIRO ACUSADO DE ASSALTOS A BANCOS E DE TER MATADO UM POLICIAL MILITAR

A polícia de Juazeiro prendeu um homem às 19 horas de quarta-feira, 07, por conta de uma pequena quantidade de cocaína e crime ambiental, mas, somente na quinta-feira, descobriu tratar-se de um foragido da justiça do Pernambuco e um dos mais procurados pela polícia daquele estado. Por aqui, ele se identificou como Antonio José dos Santos, de 34 anos, mas a polícia já sabe que a sua verdadeira identidade é Salviano da Silva, de 32 anos, e vai responder, também, por crime de falsidade ideológica. Tudo começou numa abordagem da equipe RAIO 06 na Rua Joaquim Leandro de Souza na localidade denominada Vila Nova (Pedrinhas). “Antonio” estava com cerca de 2 gramas de cocaína e os PMs manifestaram o desejo de irem até sua casa na Rua João Batista situada na Vila São Francisco (Aeroporto) no que foram atendidos. Da janela deu para ver dois Galos de Campina, um Azulão e um Gola em gaiolas. Além disso, sua moto Yamaha Factor YBR 125 de cor vermelha e placa NUQ-2082 apresentavam irregularidades.

ESCRIVÃO DA POLÍCIA CIVIL É EXECUTADO EM FORTALEZA. MORTE PODE TER LIGAÇÃO COM ASSASSINATO DE EMPRESÁRIO EM PACAJUS.

Escrivão foi executado
Subiu para 12 o número de policiais cearenses assassinados neste ano. Na noite desta quinta-feira (8), um escrivão da Delegacia Municipal de Pacajus (a 49Km de Fortaleza), foi morto, a tiros, quando se encontrava jantando em um restaurante situado na Avenida Washington Soares, em Messejana, na Capital. A Polícia suspeita de um crime de pistolagem, mas não descartou totalmente as hipóteses de crime passional ou latrocínio (roubo seguido de morte).
A suspeita  de uma pistolagem deve prevalecer nas investigações diante de uma série de indícios. O escrivão de Polícia Civil Roberto Bezerra foi atacado pelo assassino, por volta das 19 horas,  quando jantava na companhia de uma mulher. Trata-se de uma jovem que teve seu pai assassinado (um empresário do ramo de funerárias e cemitério particular)  há cerca de quatro meses, em Pacajus. Posteriormente, um irmão dela também foi vítima de um atentado e escapou depois de baleado.