VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

GOVERNADOR ANUNCIA QUE NÃO HAVERÁ CONCURSO PARA A POLÍCIA CIVIL ATÉ 2018. META É CHAMAR TODOS OS APROVADOS.


A meta é chamar todos os aprovados, declarou Camilo Santana, após ser interpelado por grupo de candidatos do certame de 2015

Não haverá um novo concurso para Policial Civil no Ceará, pelo menos, até o ano de 2018. A afirmação foi feita pelo governador do Estado, Camilo Santana, nesta terça (12), durante a abertura do curso de formação profissional da Polícia Civil para os aprovados no concurso de 2015. A proposta do gestor é chamar, paulatinamente, os candidatos que foram classificados após o número de vagas inicialmente destinado e que ainda aguardam pelo sinal verde do governo para prestarem as etapas seguintes do certame.
Camilo chegava ao Centro de Eventos do Ceará (CEC) para participar da solenidade da aula magna quando foi interpelado por um grupo de candidatos do concurso de 2015. Eles reclamavam que a quantidade de pessoas chamada para o curso de formação era aquém do esperado. A alegação era que o triplo do número das vagas teve o nome publicado no Diário Oficial do Estado como aprovado, mas apenas um terço deles estaria iniciando as aulas.

POLÍCIA VAI SER RESPONSÁVEL POR FAZER BLOQUEIO DO CELULAR ROUBADO NO CEARÁ

Usuário realizará boletim de ocorrência autorizando o trabalho. Nova lei pretende inibir os bandidos.

Nova lei determina que a Polícia Civil vai ser responsável por fazer o bloqueio do aparelho celular roubado no Ceará.
De acordo com o delegado-geral interino da Polícia Civil, Marcos Ratacasso, vai ser necessário o usuário do aparelho ir para a delegacia e fazer o boletim de ocorrência. Depois a polícia e a Secretaria de Segurança e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) agirão em conjunto para providenciar o bloqueio.
“Com anova Lei 15.940 todos os BOs oriundos de fruto e roubo de telefone celular passarão a ser tratados de forma diferenciada. A Polícia Civil, junto com a SSPDS, está efetivando contatos com as operadoras de telefonia celular para que as informações referentes a esses boletins sejam colocadas imediatamente no banco de dados das operadoras e sejam bloqueados”, explica.
Para a lei ser posta em prática, o governo deu um prazo de 120 dias para que tanto a Polícia Civil como as operadoras telefônicas criem um sistema unificado de compartilhamento de informações. Todos devem ter acesso ao número identificador do celular.

SOBRE A MORTE DO SOLDADO HUDSON: "ONDE ESTAVAM OS OPERADORES DOS DIREITOS HUMANOS?"

A cidade parou! Literalmente.

Não havia espaço mais no ginásio para tanta gente e a multidão se concentrou do lado de fora. Mas nem mesmo o calor intenso arrefeceu o ânimo daquelas pessoas que foram lá, prestigiar o filho da terra, que virou celebridade apodiense da forma mais indesejável possível.
Compareceram os representantes das diversas igrejas, evangélicas e católicas; autoridades parlamentares potiguares, a polícia militar do Rio Grande do Norte, representada por homens de vários grupamentos, guardas municipais, agentes penitenciários, bombeiros, que fizeram a condução do corpo até o cemitério em carro aberto, a imprensa e a grande massa da população local, que fez do cortejo, o maior funeral da história da cidade.
Mas estávamos também lá, nós que fazemos a segurança pública do Estado do Ceará. O Corpo de Bombeiros mandou seu representante, a Polícia Militar do Ceará, merece um destaque especial nessa nota. Parecia que Apodi era bem ali, a poucos quiilômetros de Fortaleza. Um quantitativo imenso de policiais de diversas companhias, da capital e do interior, se fizeram presente para as honrarias necessárias.
E quando digo que a PMCE merece um destaque nessa nota, é para que se faça justiça. Havia muita queixa, em tempos passados, sobre a ausência da Instituição em situações como essa, mas precisamos dizer que isso é sim coisa do passado. Deixo aqui meu reconhecimento ao Comando Geral, na figura do Coronel Franco Neto, representando o Comandante Geral, e à Secretaria de Segurança, na pessoa do Coronel Prado, que desde o dia da ocorrência que vitimou o Hudson, não mediram esforços para que ele tivesse todo o amparo possível. Sabemos que o sistema é precário e que ele precisava ter sido imediatamente transferido para a UTI, o que não se deu. E nem sei até que ponto isso pode ter sido determinante ou não para sua morte. Mas sei que não foi omissão dos nossos comandantes.

Agora, a pergunta é: estavam todos lá? E infelizmente a resposta mais uma vez é, NÃO!

Não vimos nem nos dois dias que Hudson passou no IJF, ou no funeral, nenhum membro das comissões de direitos humanos. Sua jovem esposa, agora viúva, está lá, precisando de apoio, de acompanhamento psicológico para esse momento de extrema dor. Será que eles se preocuparam com isso? Parece que não.

Aos meus amigos e amigas, operadores dos Direitos Humanos, me desculpem, não é nada pessoal, não é nada contra a valorização dos Direitos Humanos para todos os Humanos, é apenas o desejo de que nos reconheçam como detentores também desses direitos. Além da farda e do mito, há um homem, uma mulher; pais e mães, esposas, maridos, filhos, amigos, que também precisam ser lembrados.

Texto extraído da página do facebook do Reginauro Sousa

POLÍCIA MILITAR PRENDE PAI ACUSADO DE MORDER E TORTURAR A PRÓPRIA FILHA DE 10 ANOS.

Acusado
Policiais militares da cidade de Coreaú efetuaram a prisão em flagrante de Valdemir Silva Lima, 29 anos, acusado de torturar sua filha de apenas 10 anos, no distrito de Ubaúna, município de Coreaú.
O indivíduo é acusado de dá socos e morder sua própria filha dentro de sua residência. Logo após as agressões o meliante fugiu, mas foi capturado na tarde de segunda-feira (11).
O acusado foi conduzido para Delegacia Regional de Polícia Civil de Sobral, onde fui autuado em flagrante delito. O bandido foi encaminhado a cadeia pública de Coreaú, onde ficará a disposição da justiça local.

POLÍCIA MILITAR PRENDE MAIS QUATRO SUSPEITOS DE MATAR SOLDADO HUDSON.

Quatro presos nesta segunda (11) foram localizados em Solonópole. Policial reagiu a assalto em Jaguaretama e foi baleado na cabeça.

A Polícia Militar prendeu nesta segunda-feira (11) mais quatro suspeitos de envolvimento na morte do policial Hudson Danilo Lima, de 26 anos, em Solonópole, no interior do Ceará.
Hudson foi baleado em 7 de janeiro ao reagir a um assalto em Jaguaretama. Ele ficou internado no Instituto Doutor José Frota, em Fortaleza, e teve morte encefálica neste fim de semana.
Os quatro presos nesta segunda-feira deram apoio à fuga do homem apontado com o autor do disparo que atingiu Hudson Danilo. Eles também mantiveram o suspeito escondido durante o tempo em que ficou foragido.
"Eles deram abrigo e comida ao Sula, que disparou o tiro. Um dos presos não tinha passagem na polícia e se passava por cidadão de bem", diz o policial Francisco Mota. Além da prisões, a polícia apreendeu cerca de um quilo de cocaína, segundo o policial.

HOMICÍDIOS CAEM 9,5% NO CEARÁ EM 2015; APENAS INTERIOR SUL TEVE AUMENTO

Foto: Fabiane de Paula
Por dia, 11 pessoas foram assassinadas no ano passado. Na capital cearense, foram 1.651 CVLIs em 2015, contra 1.989 em 2014. Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) englobam homicídios, latrocínios e lesões corporais seguida de morte.

O Ceará bateu a meta de redução (-6%) de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) em 2015, com uma diminuição de 9,5%, divulgou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, 11. Ao todo, 4.019 pessoas foram assassinadas no Estado, 420 a menos que o registro de 2014, em que foram mortas 4.439 pessoas.
Por dia, 11 pessoas foram assassinadas no ano passado. O melhor resultado foi em Fortaleza, que alcançou uma redução de 17%. Na capital, foram 1.651 CVLIs em 2015, contra 1.989 em 2014.
A Região Metropolitana teve uma queda de 10,3%, passando de 860 CVLIs em 2014 para 771 em 2015. Os homicídios também diminuiram em 2015, foram 665 casos em 2015 contra 681 em 2014 (queda 2,3%).

DIA 20 EM CAMOCIM, AMISTOSO DOS CAMPEÕES, NÃO PERCA.


Na quarta-feira, dia 20 de janeiro, às 20h00, uma grande partida de futebol se realizará no Estádio Municipal Fernando Trévia. A partida será um amistoso entre a equipe do Fortaleza e o campeão camocinense de 2015, o Favela. Na ocasião a equipe do Fortaleza entregará a faixa de campeão camocinense para o time do Favela. Não perca, será um grande jogo.

Camocim Polícia 24h