VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

"NILSON PINTOR", SERVIÇOS DE PINTURAS EM GERAL


Em Camocim você conta com um pintor profissional para deixar sua casa ainda mais bonita. Nilson Pintor trabalha com serviços de pinturas em geral. Pinturas de casas, portões, portas, janelas, paredes, forros, fachadas. Pinturas em textura de modelos, textura simples, emassamento e lixamento de paredes, etc.
Nilson Pintor trabalha com o menor preço da cidade e cobre qualquer orçamento. Ligue agora mesmo para Nilson Pintor e deixe sua casa bonita e elegante. Contato: Whatsapp (88) 9 9265-9796 / (88) 9 8806-6249.
Estamos localizados na Rua Santo Antonio, 619, bairro São Francisco, próximo a Peixaria do Esquerdinha.

EM CAMOCIM, MORADORES DENUNCIAM QUE O ANTIGO HOSPITAL SÃO FRANCISCO ESTÁ SERVINDO DE ABRIGO PARA MARGINAIS, TRÁFICO E CONSUMO DE DROGAS



Este é o antigo Hospital São Francisco, um local que por anos serviu toda a população de Camocim e infelizmente hoje não passa de um local abandonado que serve para o consumo de drogas, esconderijo para ladrões e objetos roubados, além de abrigar andarilhos de Camocim como também de fora.
A população que reside no entorno desse local denuncia que é grande o movimento de marginais, principalmente no horário noturno. Pedimos a quem de direito (proprietários e autoridades) que tome alguma providência para que essas pessoas sejam expulsas do local e que a tranquilidade volte para os moradores que residem no entorno do antigo hospital. 






Camocim Polícia 24h

ESTATÍSTICAS POLICIAIS DE CAMOCIM E REGIÃO DO MÊS DE JANEIRO - PARTE I

Prisões por crimes de tráfico, de assalto, de furto, receptação e veículos roubados (ou furtados) e recuperados pela PM. O blog Camocim Polícia 24h dispões para seus leitores um levantamento sobre os números dessas prisões ocorridas no mês de janeiro de 2017 na área da 3ªCia-3ºBPM (Camocim, Granja, Martinópole, Barroquinha e Chaval).  Os dados foram coletados a partir dos próprios arquivos do blog em parceria com a Polícia Militar.
  • Prisões por tráfico de drogas: Ao todo 9 pessoas foram presas, 05 em Camocim, 03 em Granja e 01 Barroquinha
  • Veículos furtados/roubados e recuperados: A PM conseguiu recuperar 10 motos, sendo 04 em Camocim, 04 em Granja, 01 em Martinópole 01 em Chaval.
  • Prisões por furtos: Foram computadas 09 prisões, sendo 06 em Camocim, 02 em Granja e 01 em Martinópole.
  • Prisões por assaltos: Foram 12 o total das prisões por assaltos, sendo 09 em Camocim e 03 em Granja.
  • Prisões por receptação: Computadas 11 prisões no total, 04 em Camocim, 05 em Granja e 02 em Martinópole.
Camocim Polícia 24h

CAMINHO SEM VOLTA! ADOLESCENTE DE 17 ANOS É EXECUTADO APÓS QUERER ABANDONAR FACÇÃO


O rapaz teve mãos e pés amarrados, foi amordaçado e executado com um tiro na cabeça

Um adolescente de 17 anos foi sequestrado de sua residência, na noite desta quarta-feira (7), na periferia de Fortaleza, e assassinado após sofrer torturas. O crime teve como motivo uma decisão que a própria vítima havia tomado dias antes do fato: o rapaz decidiu sair das fileiras de uma facção criminosa que atua no bairro onde ele morava.
O corpo do garoto identificado como Samuel Nascimento da Silva, 17, foi jogado de um carro na esquina das ruas Barra Vermelha e Mirtes Cordeiro, na Granja Lisboa (Grande Bom Jardim), por volta de 18h50, segundo relato dos moradores à Polícia.
O cadáver estava com as mãos e pés amarrados e amordaçados. Na cabeça um ferimento à bala, indicando uma execução sumária: fuzilamento. O jovem foi “julgado” pelo tribunal do crime da facção da qual pertencera e decidiu abandonar.
Assustado, moradores não quiseram falar com a Polícia ou com a Imprensa. Temem represálias das facções que disputam à bala aquele território. Familiares do rapaz acompanharam de perto os trabalhos da Perícia Forense e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) no local, mas também não quiseram falar.

Fonte: Fernando Ribeiro

SERÁ QUE DECOLA? SENADO APROVA INSTALAÇÃO DE BLOQUEADORES DE CELULAR EM PRESÍDIOS


Pela proposta, bloqueadores deverão ser instalados em até 6 meses após projeto virar lei. Texto segue para análise da Câmara dos Deputados.

O Senado aprovou na quarta-feira (7) um projeto que prevê o uso de recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para instalação, custeio e manutenção de bloqueadores de celulares e radiotransmissores em presídios.
Com a aprovação, a proposta, apresentada pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), seguirá para análise da Câmara dos Deputados.
Na última segunda (5), durante a cerimônia de abertura do ano legislativo, Eunício defendeu que o Congresso Nacional aprove neste ano uma série de projetos relacionados à segurança pública.
Pelo texto aprovado pelo Senado, os bloqueadores deverão ser instalados em, no máximo, 180 dias a partir do momento em que o projeto virar lei.
Atualmente, a legislação já prevê que estabelecimentos penitenciários tenham bloqueadores de telecomunicação para telefones celulares.
Mas, na avaliação da relatora da proposta, Simone Tebet (PMDB-MS), o projeto aprovado nesta quarta "torna efetivo o que já está disposto em lei".

Funpen

A lei que rege o Funpen prevê a utilização de recursos do fundo para uma série de finalidades, como construção de penitenciárias. O projeto do Senado inclui a instalação de bloqueadores na lista de investimentos que podem ser feitos com essa verba.
Na justificativa do projeto, Eunício Oliveira afirma que, hoje, os recursos do fundo não são integralmente utilizados e, por isso, propôs a permissão para os bloqueadores.
"Dessa maneira, reduz-se o poder da criminalidade organizada no país, impedindo que presos continuem a comandar quadrilhas de dentro dos presídios", argumentou o senador. O projeto não apresenta estimativas de custos aos cofres públicos.

Acréscimos ao projeto

Relatora da proposta, a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) incluiu no projeto sugestões feitas pelos senadores Lasier Martins (PSD-RS) e Romero Jucá (PMDB-RR).
Lasier propôs que caberá à União a instalação dos bloqueadores, com a colaboração técnica e operacional dos estados e do Distrito Federal, nos presídios.

"A emenda está determinando que vai ser a União, provavelmente em uma única licitação, o que vai acelerar o processo e baratear os custos da instalação, com apoio dos estados e do DF, que vai instalar esses bloqueadores", disse Simone.

Fonte: G1Ce