VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 26 de setembro de 2017

CAMINHÃO FURTADO NA CIDADE DE COREAÚ


Um caminhão Mercedes Benz/710 de cor branco, ano 2001, placa CZU 2822 com inscrição de Alcântaras-Ce, foi furtado por volta das 02h00 da madrugada desta terça-feira, 26, quando estava estacionado em frente de uma residência na cidade de Coreaú. A polícia pede para quem tiver informações sobre o paradeiro do veículo ligar para o 190.

Camocim Polícia 24h

CONFIRA AS 32 CIDADES CEARENSES ESTÃO NA LINHA VERMELHA DO CRACK

Levantamento realizado pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios) aponta que a droga é um grave problema para 32 municípios cearenses. No país o impacto atinge 1.155 municípios brasileiros, um quinto (20,7%) dos 5.570 existentes. As informações são do site UOL publicadas nesta terça-feira.
As informações foram dadas pelas prefeituras ao Observatório do Crack. O banco de dados classifica os problemas relacionados ao uso do crack como alto, médio e baixo. Se somados todos os níveis de problemas relacionados à droga, chega-se à conclusão de que ela está presente em pelo menos oito de cada dez municípios brasileiros (78,5%). O número pode estar subestimado, já que 945 (17%) dos municípios não responderam. Somente 5% (252) informaram não ter de administrar problemas relacionados ao crack.
São Paulo, em números absolutos, tem o maior número de cidades com graves problemas gerados pela presença do crack – um total de 193. Minas Gerais ocupa a segunda colocação, com 191 municípios nesta situação.
As informações coletadas pelo Observatório do Crack começaram a ser tabuladas em 2010, em uma das marchas que os prefeitos fizeram a Brasília. Trata-se apenas de um mapeamento da circulação da droga e das dificuldades enfrentadas pelos gestores. Eles não mensuram, por exemplo, quantos usuários existem nestas cidades nem quantos são atendidos.

EM SOLENIDADE, MAJOR EDUARDO ASSUME O COMANDO DA 3ªCIA/3ºBPM

Passagem de comando da 3ªCia/3ºBPM  (foto: Facebook da prefeitura de Camocim)
O novo comandante da 3ª CIA / 3º BPM, Major Carlos Eduardo Sousa assumiu oficialmente o cargo durante a manhã desta terça-feira, 26, em solenidade ocorrida no Quartel da PM em Camocim. O comandante substituído, Major Flávio Dias fez um breve relato do seu comando no decorrer dos sete meses que esteve a frente do policiamento na região, se despediu e agradeceu a tropa pelo acolhimento caloroso. Além dos dois majores, compareceu à solenidade o Comandante do 3º BPM sediado em Sobral, Tenente Coronel Assis Azevedo; o Tenente Coronel Marcos, comandante do 4º BPCom sediado em Sobral, o deputado Sérgio Aguiar, a prefeita do município Mônica Aguiar, o presidente da Câmara Municipal, vereador Kleber Veras, Delegado Herbert Ponte, representante da Igreja Católica, da Marinha, do Tiro de Guerra e da sociedade Civil organizada.

Veja todas as fotos da solenidade AQUI

A solenidade contou com o efetivo da 3ªCIA/3ºBPM que em forma prestou continência ao novo comandante Major Eduardo. Na ocasião, o blog Camocim Polícia 24h recebeu das mãos do Major Flávio Dias o diploma órgão da imprensa "Amigo da 3ªCIA/3ºBPM" em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à corporação.

Novo comandante 

O Major Carlos Eduardo Sousa assume a Companhia de Camocim após passar alguns anos a frente da CIOPS – Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança, na cidade de Sobral. Além de Camocim, o novo comandante comandará também os destacamentos de Granja, Martinópole, Barroquinha, Chaval e o subdestacamento de Parazinho. Já o Major Dias ficará a frente da CIOPS de Sobral.
O blog Camocim Polícia 24h deseja uma boa sorte ao oficial neste novo desafio.


Veja mais fotos do evento abaixo:

POLÍCIA CIVIL DE CAMOCIM PRENDE INDIVÍDUO ACUSADO DE MATAR EX-DETENTO NO ANO DE 2016

Acusado
Mais um homicídio foi elucidado pelas equipes de policiais civis da Delegacia Regional de Camocim que tem a frente do Dr Herbert Ponte. Desta vez os policiais prenderam o indivíduo Mateus Silva do nascimento, 19 anos, acusado de participar do homicídio ocorrido em Camocim no dia 29 de agosto de 2016, tendo como vítima o indivíduo Benedito Ferreira dos Santos, vulgo “Bené”, o qual respondia por três processos por tráfico de drogas. Na ocasião um elemento não identificado saiu de dentro de um matagal localizado próximo à casa da vítima, no bairro Boa Esperança, e invadiu a residência de Bené, disparando vários tiros contra ele. Cinco tiros alvejaram o corpo da vítima, sendo dois no tórax, um no ombro direito, um nas costas e outro na perna esquerda. Relembre o caso AQUI.

Bené foi morto com cerca de cinco tiros
A prisão


Após meses investigando o caso, enfim os policiais civis conseguiram elucidar o crime. Era por volta das 14h30 de segunda-feira, 25, ocasião em que a equipe de policiais civis de posse de um mandado de prisão /apreensão, se deslocou até A Rua Perimetral, bairro Apossados II e efetuou a apreensão do indivíduo. Vale ressaltar que apesar do indivíduo atualmente ser maior de idade, ele irá responder com menor, visto que na data do crime ele tinha menos de 18 anos. Mateus será conduzido para um Centro para menores infratores onde poderá permanecer até seus 21 anos.

Camocim Polícia 24h

CEARÁ LIDERA Nº DE MORTES VIOLENTAS EM LEVANTAMENTO DO G1 NOS 27 ESTADOS DO BRASIL


No período de 21 a 27 de agosto deste ano, ocorreram 128 assassinatos no Ceará, quase uma morte por hora.

Levantamento realizado pelo G1 mostrou que em uma semana – de 21 a 27 de agosto – o Ceará registrou 128 assassinatos, quase uma morte violenta por hora. A estatística coloca o estado como o recordista - em números absolutos - entre todos os 27 estados da federação que figuram no estudo. Em todo o país, foram 1.195 pessoas mortas em 546 cidades - quase 10% do total de municípios brasileiros.
Como o Ceará, mais de 45 cidades registraram índice superior a 10 mortes a cada 100 mil habitantes – índice considerado extremamente alto se for levado em conta o período de apenas sete dias analisados (já que a taxa é usada como parâmetro anual). Para fazer o levantamento, o G1 CE acessou as estatísticas da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
Os números integram um levantamento nacional feito pelo G1, que é o ponto de partida de uma parceria com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O projeto tem um nome: Monitor da Violência. Com uma série de iniciativas que envolvem reportagem e análise de dados, o projeto vai fazer o acompanhamento desses e de outros casos de violência no país.
Facções.
De acordo Bruno Paes Manso, jornalista e pesquisador do NEV, dois grandes grupos de estados estão enfrentando os maiores problemas com a violência no Brasil este ano: aqueles onde aumentaram os conflitos entre facções rivais, principalmente depois das rebeliões nos presídios no começo do ano, como Rio Grande do Norte, Amazonas e Ceará; e os estados que viram suas políticas de segurança bem-sucedidas serem desmontadas, casos do Rio de Janeiro, Pernambuco e Espírito Santo.

EM MENOS DE TRÊS ANOS, CEARÁ REGISTRA O ASSASSINATO DE 75 AGENTES DA SEGURANÇA, ENTRE ELES, 55 PMS


Subiu para 26 o número de agentes da Segurança Pública mortos no Ceará em 2017. No ano passado, o número de servidores do setor assassinados chegou a 34; e em 2015, foram outros 15. No total, em dois anos e nove meses anos, 75 profissionais das corporações da Segurança acabaram sendo executados no estado.
Neste período, foram mortos: 55 PMs, 10 policiais civis (incluindo um delegado), cinco guardas municipais, dois policiais rodoviários federais, dois agentes penitenciários e um bombeiro militar.
O mais recente caso foi o assassinato do soldado PM Francisco Leandro Conceição Santana. O crime ainda é um mistério para as autoridades. Imagens captadas por câmeras de rua mostram o momento em que o carro onde o PM viajava é cercado pelos assassinos.
Isso ocorreu por volta de 0:32 da madrugada de domingo (24), na Avenida Francisco Sá, já próximo ao cruzamento com a Rua Padre Anchieta, no limite dos bairros Jacarecanga e Monte Castelo. Os tiros disparados contra o militar foram todos à queima-roupa. Os assassinos estão em, pelo menos, três motocicletas, que são usadas para cercar o automóvel a poucos metros de um posto de combustíveis.