VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

CERCA DE 930 PRESOS SÃO TRANSFERIDOS ENTRE UNIDADES PRISIONAIS DO CEARÁ


Transferências ocorreram para desarticular lideranças nos presídios. Ação foi realizada entre as unidades prisionais de Itaitinga e Pacatuba.

Cerca de 930 internos foram transferidos, nesta terça-feira (3), entre unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). As transferências têm por objetivo desarticular lideranças criminosas e prevenir conflitos nos estabelecimentos prisionais, de acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus). A ação foi acompanhada pelo Núcleo de Investigação Criminal do Ministério Público do Ceará (MPCE).
As transferências no Ceará ocorrem dois dias após uma série de rebeliões registradas no Amazonas. Ao todo, 60 presidiários foram mortos nos conflitos entre os presos. O Governo do Amazonas isolou os membros de facções rivais em todos os 11 presídios do estado.
O transporte dos presidiários foi realizado pelos agentes penitenciários e Polícia Militar, mobilizando a Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, as Casas de Privação Provisória de Liberdade Professor Jucá Neto e Agente Elias Alves da Silva (CPPLs 3 e 4), localizadas em Itaitinga, e a Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, no município de Pacatuba.

CEARÁ FECHA O ANO COM 3.392 ASSASSINATOS E RECORDE NO NÚMERO DE POLICIAIS MORTOS

O Ceará fechou o ano de 2016 com, nada menos, que 3.392 casos de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.  Graças a um pacto de “não matar”, firmado entre as facções criminosas que atuam no estado – mais que durou apenas alguns meses – o número de assassinatos foi menor em 15% em relação a 2015, quando 4.019 pessoas foram mortas.
Somente em Fortaleza, nada menos, que 1.036 pessoas foram assassinadas no ano passado, numa média de 94 assassinatos por mês, ou, ainda, um crime de morte à cada 8 horas.
Já na Região Metropolitana de Fortaleza, 788 pessoas foram mortas, com destaque para os Municípios mais violentos, como Caucaia, Maracanaú, Itaitinga, Eusébio, Pacajus e Horizonte. São cidades onde o tráfico de drogas, à exemplo da Capital, é intenso nas zonas periféricas.
No Interior Sul, 965 homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte) com as cidades mais violentas sendo Juazeiro do  Norte, Russas, Morada Nova, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Quixadá e Iguatu.
Já no Interior Norte, foram mais 603 assassinatos. Nesta região, as cidades que se destacaram na violência foram Sobral, Tauá, Tianguá, Canindé, Redenção, Paraipaba e Viçosa do Ceará.

Crimes

Também no ano de 2016, o Ceará sofreu uma elevada taxa de assassinatos de agentes da Segurança Pública. Foram 34 homicídios e latrocínios que vitimaram 26 policiais militares, dois policiais civis, um delegado da Polícia Civil, três agentes penitenciários e dois policiais rodoviários federais.  Foi mais que o dobro das mortes em 2015, quando 15 policiais (10 militares e cinco civis) tombaram sem vida no Estado.
O número de mulheres vítimas da violência também foi alto. Nada menos que 212 foram assassinadas, com destaque para o mês de novembro onde, em 30 dias, 22 mulheres acabaram mortas. Em dezembro, foram 21 assassinatos.
Também estão entre as 3.992 pessoas assassinadas, 302 adolescentes.

Pacto

Com o pacto firmado entre as quadrilhas ligadas às facções criminosas e ao tráfico de entorpecentes, o Ceará teve uma importante baixa no número de mortes em alguns meses de 2016. Exemplo disso foi setembro, quando a Capital registrou somente 45 homicídios. Mas, com o fim do acordo, os números também voltaram a aumentar. Assim, em outubro os índices passaram para 79 homicídios, Em novembro, para 97. E agora em dezembro houve uma pequena queda para 90 casos.

Veja os números dos homicídios no Ceará em 2016:

Fortaleza ....................... 1.036
Região Metropolitana ....   788
Interior Norte .................   603
Interior Sul .....................    965
Total ............................ 3.392

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

MUNICÍPIO DE BARROQUINHA FECHA O ANO SEM REGISTRO DE HOMICÍDIOS

O Ceará registrou quase 3.300 Crimes Violentos Letais Intencionais (homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) em 2016. Contudo, apesar da violência, cerca de 13 cidades cearenses não registraram nenhum homicídio no ano.
De acordo com dados baseados nas estatísticas da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e dos arquivos do blog Camocim Polícia 24h, o município de Barroquinha é um desses municípios que não registraram homicídio em 2016. Na verdade o município está com 1 ano e 9 meses sem registro de homicídio, o último crime de morte registrado na cidade aconteceu no dia 13 de março de 2015. Relembre o caso AQUI.
Barroquinha está inclusa na Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12), e pertence à 3ªCia – 3ºBPM, sediada em Camocim e comandada pelo Tenente Coronel Artunane Aguiar. A segurança no município é feita pela Polícia Militar e conta com um efetivo de cerca de 14 pm’s, quatro de serviço por dia. Barroquinha ainda conta com apoio dos pm’s do Batalhão de Divisas que além de cobrir a área do município cobrem também Chaval e Granja.
Vale ressaltar que o Estado do Ceará teve uma redução de 15% no número de homicídio em relação ao ano de 2015.

Camocim Polícia 24h

EM DUAS AÇÕES, DOIS BANDIDOS MORTOS E DOIS POLICIAIS FERIDOS EM FORTALEZA

Policial civil reagiu ao assalto e matou um dos assaltantes
Policial foi baleado no ombro e matou um de três suspeitos de assalto. Duas pessoas que estavam nas proximidades do tiroteio foram baleadas.

Um policial militar foi baleado e suspeito morreu em troca de tiros na Barra do Ceará, na Rua Ari de Sá Cavalcante, na madrugada de domingo (1º). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o policial dirigia um veículo quando foi abordado por três homens anunciando um assalto. Ele reagiu e disparou contra o grupo.
Outras duas pessoas, uma criança de oito anos e um homem de 44 anos, que estavam próximas ao local onde ocorreu a troca de tiros, foram lesionadas e socorridas para o IJF. Elas não correm risco de morte.
O PM, que foi lesionado no ombro, foi socorrido para o Instituto Dr. José Frota (IJF), Centro de Fortaleza e seu estado de saúde é estável. O suspeito, que não foi identificado, foi socorrido pelos comparsas para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), após o grupo fugir do local.
O homem não resistiu e morreu unidade de saúde. A polícia fez buscas e prendeu um dos assaltantes, identificado por Carlos Andre Nunes da Silva Filho, que levou o colega lesionado até a UPA.
O suspeito foi conduzido para o 7° Distrito Policial, delegacia responsável pela região que investigou o caso, que segue investigando e em busca do terceiro envolvido.

2º caso

Um policial civil foi baleado nesta segunda-feira (2) durante uma tentativa de assalto na Avenida Dr. Theberge, no Bairro Álvaro Weyne, em Fortaleza. Um dos suspeitos do assalto foi morto no tiroteio.
Segundo o tenente-coronel Solonildo Uchôa, comandante do policiamento da área, o policial estava passando pela avenida de motocicleta quando foi abordado por dois homens que estavam em um carro. A vítima teve pertences, como carteira, celular e bolsa, roubados pelos assaltantes. Quando um deles se preparava para fugir na moto do policial, houve troca de tiros entre a vítima e o suspeito.
Conforme a Polícia Militar, o agente foi baleado na região do abdômen durante o confronto. Um dos assaltantes foi atingido e morreu no local. O segundo suspeito conseguiu fugir. Uma arma de fogo foi apreendida.
Após o tiroteio, o policial civil foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima recebeu atendimento médio e se encontra em estado de saúde estável.

Fonte: G1Ce

COREAÚ-CE: HOMEM É EXECUTADO DENTRO DE BAR NO DISTRITO DE UBAÚNAS

Um crime de homicídio foi registrado na noite de segunda-feira (2) no distrito de Ubaúna, na cidade de Coreaú.
As informações dão conta de que a vítima estava em um bar nas proximidades do Gigantão Clube, quando dois indivíduos em um carro desceram e efetuaram vários disparos, aproximadamente 15 tiros. A vítima foi identificada como Manoel Balina.
O fato aconteceu por volta das 22h00. Manoel Balina morreu no local. Uma equipe da Perícia forense foi acionada para local, como também uma composição da Polícia Militar.

Fonte: Sobral 24 horas