VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O CERCO ESTÁ SE FECHANDO PARA OS ASSASSINOS DO RADIALISTA GLAYDSON CARVALHO.

Foram presos o jovem Francisco Carneiro Portela, 18 anos (blusa azul) e Gisele Sousa do Nascimento, 23 anos. Tiago Lemos da Silva, de 22 anos, e um indivíduo conhecido como "Baixinho", continuam foragido. Esses últimos teriam executado o radialista
O casal apontado como suspeito na execução do radialista Glaydson Carvalho disse aos policias que alugaram a casa para abrir um bar, no entanto, há indícios de que o local foi usado para planejar o crime, de acordo com a Polícia Militar.  Os dois foram identificados como sendo Francisco Carneiro Portela, 18 anos e Gisele Sousa do Nascimento, 23 anos. Já a dupla que praticou o crime  continua sendo procuradas. A polícia já identificou um homem que pode ser um dos que executaram o radialista, trata-se de Tiago Lemos da Silva, de 22 anos. Ainda de acordo com a PM, na casa, que fica localizada no distrito de Serrota, em Senador Sá, município distante 92 km de Camocim, foram encontradas uma fotografia do radialista Gleydson Carvalho,  revólveres, pendrives, cartão de memória, roupas supostamente usadas pelos assassinos e dinheiro. A mulher presa é do município de Martinópole e o homem, de Marco. No local, também foi apreendida uma conta de energia pertencente a uma pessoa de Martinópole, que também será investigada pela Polícia.

CAMOCIM-CE: POLÍCIA APRESENTA CASAL PRESO POR ENVOLVIMENTO NA EXECUÇÃO DO RADIALISTA GLAYDSON CARVALHO.


O casal preso durante a operação da Polícia Civil realizada na madrugada desta sexta-feira, 07, foi identificado como: Francisco Carneiro Portela, 18 anos e Gisele Sousa do Nascimento, 23 anos. Infelizmente os pistoleiros conseguiram se evadir do local, deixando as armas, possivelmente utilizadas na execução. O casal preso estava com os pistoleiros dentro da residência e provavelmente tem envolvimento com o crime. No local foram apreendidos dois revolveres, pendrives, cartão de memória, a roupa que os pistoleiros trajavam no momento do crime, dinheiro, etc. O casal e o proprietário da casa alugada para os bandidos foram ouvidos pelo Dr. Herbert Ponte, titular da DRPC de Camocim e permaneceram detidos.
As buscas pelos pistoleiros prosseguem durante todo o dia, vários policiais militares e civis de toda região estão cercando a localidade onde os indivíduos estão homiziados.

VÍDEO MOSTRA POLICIAIS VASCULHANDO "CASA ESCONDERIJO" ONDE FOI CAPTURADO CASAL COM ENVOLVIMENTO NO CRIME.


A polícia estourou a casa onde o crime teria sido arquitetado e que serviu de esconderijo para os envolvidos no crime que ceifou a vida do radialista Glaydson Carvalho. A residência fica localizada no distrito de Serrota/Senador Sá. No local, policiais civis prenderam um casal que teria participação no crime.

Camocim Polícia 24h

EXECUÇÃO DO RADIALISTA: OPERAÇÃO POLICIAL ESTOURA LOCAL ONDE TERIA SIDO ARQUITETADO O CRIME E PRENDE CASAL ENVOLVIDO.


Desde que ocorreu a execução do radialista Glaydson Cardoso de Carvalho, de 36 anos, um verdadeiro aparato policiais militares e civis, trabalhando em conjunto, “caíram em campo” à procura da dupla que praticou o crime que certamente entrará para a história da cidade de Camocim e de toda zona norte do Estado. Eram muitas as informações e os policiais iam averiguando uma por uma. Certo é que o crime foi praticado por uma dupla que chegou na rádio como se fossem fazer um anúncio, um deles rendeu a recepcionista e o outro invadiu o estúdio e executou o radialista com cerca de três tiros, sendo que pelo menos um tiro atingiu a cabeça.
Após o crime, toda região de Camocim e cidades vizinhas tiveram suas saídas e entradas fechadas por equipes policiais. Já durante a madrugada, enquanto policiais civis e militares percorriam toda a região, surgiu uma informação que a os acusados estariam homiziados no distrito de Serrota, zona rural do município de Senador Sá.

HOJE CAMOCIM FICOU MUDO

Segue o comentário do Advogado Marcos Coelho sobre o crime que vitimou com a morte o Radialista Gleydson.

"Hoje, Camocim ficou mudo; hoje, a Liberdade de Imprensa se fez calar; hoje, a Cidadania perdeu sua força; hoje, a Democracia foi mortalmente atingida.

Quando se tentar solucionar conflitos, nos tempos de hoje, a moda "faroeste", todos nós perdemos e não apenas quem morre!

O encomendado assassinato do Radialista Gleydson Carvalho O Amigão, é uma ação criminosa contra a sociedade inteira.

Ao silenciarmos sobre sua prematura morte e nos acomodarmos na busca urgente da responsabilização dos autores e dos mandantes, estamos compactuando com banalização do sagrado direito a vida; que somente a Deus pertence tirar.

Registro minha mais profunda indignação como cidadão Camocinense, como advogado que fui deste combativo jornalista, como ex-vice-prefeito deste Município, que nunca em sua história, desde de sua emancipação, em 1879, registrou fato semelhante.

Necessário se faz uma investigação competente, da Polícia Militar e Civil, e a consequente prisão dos responsáveis materiais e intelectuais deste gesto covarde e que mancha fortemente a imagem pacata desta Cidade.


E a família? o que dizer a sua esposa e as suas filhas...Falta-me, palavras...mas que Deus sábio que é, oferte o conforto à elas!

Via Revista Camocim