VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sábado, 1 de agosto de 2015

GOVERNADOR CAMILO SANTANA VAI AO VELÓRIO DO SUBTENENTE JESSÉ.


O governador Camilo Santana esteve durante a manhã deste sábado, 01, no velório do Subtenente Jessé de Moura Freire Neto assassinado na manhã de ontem com cinco tiros na galeria Pedro Jorge, que fica entre as ruas 24 de maio e Senador Pompeu, no centro de Fortaleza.

Sétimo policial assassinado por bandidos, o oficial da PM estava de folga, se identificou como policial e deu voz de prisão ao assaltante que acabara de roubar uma loja. O bandido surpreendeu o policial sacando um revólver e disparando. Foi troca de tiros e a arma do PM travou. O criminoso aproveitou e eliminou o PM. Minutos depois o latrocida foi preso após tentativa de linchamento por parte da população.

DEPOIS DA POLÊMICA, "O POVO ON LINE" EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE MATÉRIA QUE REVOLTOU LEITORES.

Depois de gerar grande polêmica e revolta nas redes sociais devido uma matéria postada na manhã de sexta-feira, 31, pelo Jornal O Povo Online, matéria essa que cobrava das autoridades que se descobrisse os responsável pelas agressões sofridas por um dos assassinos do Subtenente Jessé, o dito jornal lançou uma nota de esclarecimento, confira:

"O POVO lamenta o falecimento trágico do subtenente Jessé de Moura Freitas Neto e se solidariza com a família do militar. O assassinato de Jessé, o sétimo policial morto em Fortaleza apenas neste ano, é mais um alerta para uma grave situação de insegurança que atinge o Ceará e, mais especificamente, os agentes públicos responsáveis pela proteção dos cidadãos, situação esta tantas vezes retratada pelo Grupo de Comunicação O POVO.
Neste sentido, é necessário que o Poder Público tome providências para atenuar os riscos da categoria e evitar que tragédias como essas voltem a ocorrer, bem como cobrar, dentro dos limites da legalidade, a rigorosa investigação do assassinato do militar e a punição do crime.

"UMA POLÍCIA AMEAÇADA E DISCRIMINADA"

Mais de 75% dos policiais já foram ameaçados. De cada 10, seis já perderam companheiros assassinados.

Muitas pessoas falam que os policiais são grosseiros. Mostram estatísticas de policiais mortos e, por vezes, glorificam o crime em detrimento dos profissionais que procuram fazer cumprir a lei e a ordem. Poucas são as vezes que os dados mostram as reais condições de trabalho da Polícia. Mais. De vida de policiais dentro e fora de sua rotina. Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas e do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que, de cada 100 policiais entrevistados, 75 já foram ameaçados dentro do trabalho. E mais da metade fora do serviço. Pelo simples fato de ser policial.
Em quantas profissões no mundo perde-se um colega de forma tão constante? O estudo, que ouviu mais de 10 mil policiais militares, civis, federais, rodoviários, agentes penitenciários, além de guardas municipais e bombeiros, mostra que esta é a rotina para mais de 60% dos entrevistados. No Ceará, em seis meses, seis policiais foram assassinados.

BANDIDO ARMADO RENDE FUNCIONÁRIOS E ROUBA 40 MIL DA AGÊNCIA DOS CORREIOS DE JIJOCA DE JERICOACOARA.

Um homem assaltou a agência dos Correios de Jijoca de Jericoacoara, a 285 quilômetros de Fortaleza, na tarde da última sexta, 31, levando cerca de 40 mil reais em dinheiro. 
O assalto ocorreu por volta das 14 horas. Dentro da agência, havia quatro funcionários e alguns clientes. Até o momento, ninguém foi preso.
De acordo com a Polícia, o assaltante se passou por cliente antes de anunciar o assalto. O suspeito ainda trancou os funcionários e os clientes em uma sala.

Segundo o subtenente da Polícia Militar da cidade, Márlio Hildécio, o criminoso fugiu com um comparsa em uma moto. A Polícia realiza buscas na Região.

Fonte: O Povo

DILMA ROUSSEFF, A "BENEVOLENTE" E DEFENSORA DOS MENORES INFRATORES.


Fonte: You tube

NOTA DE REPÚDIO DA ACSMCE A MATÉRIA DO JORNAL "O POVO ONLINE".

A associação dos Cabos e Soldados Militares do Ceará (ACSMCE) vem através dessa nota repudiar o jornal O Povo, por durante a manhã dessa sexta-feira (31/07) em sua pagina online, ter dado mais destaque a agressão sofrida pelo bandido que matou o Subtenente Jesse, a matéria no momento que foi escrita foi bastante tendenciosa, tratando o indivíduo que matou o policial como suspeito do crime, e tentando inclusive levantar suspeitas sobre os profissionais de segurança pública, como se eles tivessem feito algo em vingança a morte do policial, quando na verdade de acordo com o delegado Romério Almeida, titular do 34º Distrito Policial (DP) se não fossem pelos policiais, o “suspeito” pela morte do Subtenente Jesse teria sido morto pela população que ficou revoltado com o assassinato do policial.