VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 8 de agosto de 2017

ATÉ ONDE VAI A LIBERDADE DE IMPRENSA AO LIDAR COM OS MILITARES ESTADUAIS?


Eis a nota emitida pela APS - Associação dos Profissionais de Segurança, sobre o caso do ex-policial militar morto por atropelamento em Fortaleza
"No último sábado, o ex-policial militar Yuri Silveira faleceu, após ser vítima de acidente de trânsito. O que nos surpreendeu foi a forma como a imprensa abordou o acontecido com o resgate de uma acusação de assassinato feita há mais de sete anos. Se você observar nos principais jornais do estado, vai ver que mais importante que o atropelamento é dizer que ele é “bandido” e que cometeu um crime.Será que dizer que policial é “bandido” vende mais? Será que há mais vantagem em acusar do que em respeitar? É triste para a família, que acaba de perder um ente, ver que os jornais estão mais preocupados em se promover do que em informar. E principalmente em se utilizar de uma história antiga para denegrir a imagem de um falecido e enfatizar sua “culpa”. Isso é um absurdo! Será que o dinheiro vale mais que a vida? Ou fizeram isso com ele porque era militar?A liberdade de imprensa atualmente ultrapassa os seus limites e deixa claro o seu posicionamento sobre a Polícia Militar. Nós da Associação dos Profissionais de Segurança (APS) queremos ver até onde vai essa "liberdade", que desrespeita, humilha e denigre. Vocês se enganam ao acharem que a APS vai ficar de braços cruzados enquanto tentam atacar os nossos. Quando a luta é da categoria, é nossa também!"

Nenhum comentário: