VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 22 de julho de 2016

CADEIA PÚBLICA DE CAMOCIM... PROBLEMAS SEM FIM!


Atualmente uma função muita perigosa para pm’s e agentes que estão lotados na cadeia pública de Camocim. Uma cadeia que já virou destaque negativo em todo Estado com homicídios, lesões graves, tráfico interno de drogas e mais recente uma rebelião gigantesca. Todos esses problemas já são de conhecimentos de todas as autoridades de Camocim e do Estado, no entanto, até agora nada foi feito, talvez estejam esperando que morra um profissional lá dentro para que em fim algo seja feito.
Prédio antigo, superlotação, paredes frágeis e úmidas, grades enferrujadas e danificadas, cadeados inapropriados, tudo isso faz parte dos inúmeros problemas que passa atualmente a cadeia pública de nossa cidade. Ainda há informações que os detentos possuem chaves “michas” para abrir qualquer tipo de cadeado, o que facilita e muito as fugas.

Detentos soltos nos corredores

Agentes penitenciários e policiais militares trabalham na cadeia pública de Camocim em grau de risco altíssimo. Desde a rebelião na cadeia pública local ocorrida no dia 21 de maio, todos os detentos do regime fechado ficam soltos no corredor da cadeia no horário de 08h00 às 14h00, sendo que apenas um portão com cadeado minúsculo e sem a mínima segurança é o que separa detentos de agentes e pm’s.

Exigências

Os detentos puseram o pé na parede, exigiram e conseguiram regalias, como o aumento do tempo das visitas (dias de quarta e sábado), passando de três horas para três horas e quarenta minutos. Conseguiram também um acréscimo de 40 minutos no tempo do banho de sol, realizado também duas vezes por semanas.
Vale ressaltar que atualmente somente dois policiais e um agente penitenciário são responsáveis pelo funcionamento e a segurança da cadeia pública de Camocim que atualmente comporta quase 180 detentos, um absurdo.

A população tem o direito de saber o que se passa no dia-a-dia desses profissionais da cadeia pública de Camocim. Antes de criticar faça uma auto avaliação e procure ajudar esses profissionais e a segurança de nossa cidade, exigindo das autoridades à imediata interdição desta cadeia e a construção de outra em local apropriado.

Camocim Polícia 24h

VENDE-SE TERRENO


Vende-se um terreno medindo 500 metros por 1.100 metros, localizado em Camocim, no km 07, próximo ao Rio Coreaú, ideal para quem deseja trabalhar com carcinicultura (criação de camarão em viveiro). Não perca esta oportunidade!


EM CAMOCIM, AGENTES E PM'S REGISTRAM MAIS UMA FUGA NA CADEIA PÚBLICA. SEIS FUGIRAM

Em ordem: Jailson, Rafael Milton, Fabim Pezão, Davi, Samuel (sem foto) e Michael
Por volta das 13h10 desta sexta-feira, 21, agentes penitenciários e pm’s registraram uma fuga na cadeia pública da cidade de Camocim. Um agente colaborador do Camocim Polícia 24h informou que um total de seis detentos conseguiram fugir. Vale ressaltar que os detentos ficam soltos no corredor da cadeia no horário de 08h00 às 14h00. Ainda segundo as informações, os detentos abriram o portão dos fundos e tiveram a cesso da muralha, passando em seguida para a galeria do Hamilton. Confira quais os presos que conseguiram fugir:
  1. Joilson Araújo dos Santos;
  2. Rafael Milton do Nascimento
  3. Fábio Alves de Carvalho, vulgo "Fabim Pezão";
  4. Davi Alexandre Fonteles;
  5. Samuel Monteiro do Nascimento;
  6. Antonio Michael Ferreira, vulgo "Michael".
Vale ressaltar que durante a tarde da última segunda-feira, 18, também houve uma fuga em massa na cadeia de Camocim, na ocasião oito detentos conseguiram fugir, sendo que um deles, o Anderson Sousa, vulgo "Anderson", foi logo recapturado. Relembre a matéria AQUI.
Já o detento Rafael Milton do Nascimento havia fugido durante a rebelião na cadeia de Camocim ocorrido no dia 21 de maio, sendo que foi recapturado por pm's do Raio em Sobral na última quarta-feira, 20, e já fugiu novamente.

Policiais militares de serviço já se encontram realizando buscas pela cidade à procura dos fugitivos.

Camocim Polícia 24h

CONCURSO PM-CE 2016: INSCRIÇÕES COMEÇAM HOJE PARA SALÁRIO DE ATÉ R$ 3,1 MIL


Inscrição custa R$ 100,00 e termina no próximo dia 22 de agosto. Veja 11 pontos relevantes do edital e vídeos da TVD com dicas de professores

Começa nesta sexta (22) e vai até 22 de agosto as inscrições para o concurso público para a Polícia Militar do Ceará (PM-CE) com 4.200 vagas - 3.990 para homens e 210 para mulheres. A remuneração inicial para o posto de policial militar é de R$ 3.134,58.
Para participar, é necessário inscrever-se no site da organizadora AOCP e pagar boleto de participação de R$ 100,00. Ou ainda inscrição presencial na rua Barão do Rio Branco, nº 1071, Sala 923 – Ed. Lobrás, no bairro Centro, das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, exceto feriados.
Ao todo, serão convocadas três turmas de aprovados: 1.400 até o final deste ano, 1.400 em 2017 e outros 1.400 até dezembro de 2018.

Provas já em 25 de setembro

A data prevista para realização da primeira fase do certame é o dia 25 de setembro. A primeira etapa do certame consiste de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. A segunda fase constará deexames médico-odontológico, biométrico e toxicológico(inspeção de saúde), de caráter eliminatório.
Já a terceira será o Curso de Formação Profissional, de caráter classificatório e eliminatório, que terá avaliação psicológica, de capacidade física, investigação social e avaliação de verificação de aprendizagem.
Para concorrer é necessário possuir ensino médio concluído, idade de 18 a 30 anos e altura mínima de 1,62m para homens e 1,57 para mulheres.

Serviço

Inscrições: de 22 de julho a 22 de agosto
Nível: Médio
Cargo: soldado da Policia Militar do Ceará
Remuneração: R$ 3.134,58
Taxa de inscrição: R$ 100,00
Prova: 25 de setembro
Número de vagas: 4.200
Validade do concurso: 2 anos

Baixe o edital AQUI.

Fonte: DN

PORQUE OS TERRORISTAS DO ESTADO ISLÂMICO EVITAM SEQUESTRAR CIDADÃOS RUSSOS?


Em outubro de 1985, no Líbano, quatro diplomatas soviéticos foram sequestrados por um grupo radical islâmico chamado Organização de Libertação Islâmica, afiliados ao Hezbollah e à Irmandade Muçulmana. Como era de costume os russos tentaram negociar. 
Os terroristas queriam que a União Soviética intercedesse em alguma briga local, forçando militantes “pró-alguma coisa” a parar de atacar outros militantes “pró-outra coisa”. Nem dois dias depois do sequestro o corpo do russo Arkady Katov, um secretário consular de 30 anos, apareceu em uma lixeira, com um tiro na cabeça.
Os soviéticos viram que não dava pra conversar, então usaram o que tinham de melhor, a espionagem. A KGB era (ao menos na opinião da CIA), a melhor agência de espionagem do mundo. Acionando sua rede de contatos, identificaram os terroristas, seus associados e os grupos que os apoiavam, como o Hezbollah.
O próximo passo foi localizar as famílias dos terroristas e apoiadores. Com esses dados Moscow acionou o Grupo Alfa, uma unidade especial das forças especiais.
Neste ponto é bom lembrar que os soviéticos, dado seu histórico de invasões não tenham muita paciência com hippies defensores de direitos humanos, abordagens carinhosas e sociólogos em geral.
As forças especiais russas começaram a agir e vários parentes dos terroristas foram sequestrados pelo Grupo Alfa, em seguida mortos e desmembrados (não necessariamente nessa ordem). Um deles foi castrado e o membro do parente foi enviado para o parente membro do grupo terrorista. Resultado: os três reféns russos remanescentes foram imediatamente libertados e por 20 anos não houve qualquer atentado contra interesses soviéticos.
E olha que isso aconteceu no governo de Mikhail Gorbachev, considerado moderado.

Então? Você acha mesmo que O ISIS (Estado Islâmico) vai se safar comprando briga com Влади́мир Влади́мирович Пу́тин, ocidentalmente conhecido como Vladimir Vladimirovitch Putin, ex-diretor da KGB e atual homem de ferro da Rússia?


Camocim Polícia 24h

POLICIAL MILITAR TEM CASA ALVEJADA POR CRIMINOSOS EM PACAJUS


Ninguém ficou ferido na ação. Os suspeitos do ataque fugiram

Um soldado da Polícia Militar (PM) de Pacajus sofreu um atentado por volta das 10h30min desta quinta-feira, 21. Criminosos efetuaram vários disparos contra a residência do militar, no bairro Dedé Gama.
Segundo a PM de Pacajus, ninguém ficou ferido na ação criminosa. A Polícia ainda não tem a identificação dos suspeitos. A informação é que de eles estariam trafegando em um carro, quando efetuaram os disparos.
Em sete dias, oito policiais foram baleados no Ceará, um deles morreu. Três militares foram alvejados em decorrência de atentados; os outros feridos foram vítimas do confronto contra criminosos durante assaltos.
Desde o último dia 13, as forças de segurança do Estado são alvo de atentados. Além de agentes de segurança, os criminosos realizam ataques contra prédios públicos e transportes coletivos. Até o momento, 14 pessoas foram presas por envolvimento nas ações. Segundo a Polícia, 30 pessoas ligadas aos incidentes já foram identificadas.

Veja abaixo a lista dos policiais baleados recentemente :

CAMILO SANTANA QUER CONTRATAR MIL AGENTES PENITENCIÁRIOS TEMPORARIAMENTE


Contratação ocorreu por tempo definido devido à crise na segurança. Proposta de contratação foi entregue Procuradoria-Geral da União.

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou nesta quinta-feira (21) a proposta de contratação, por tempo determinado e temporário, de até 1.000 agentes penitenciários para atuarem no sistema prisional do Estado. A proposta estabelece prazo máximo de 12 meses de contrato.
O Governo do Estado defende que a contratação é permitida pelo artigo 154 da Constituição Estadual, que autoriza admissão por tempo determinado de servidores no caso excepcional de interesse público.
A proposta foi entregue para a análise da Procuradoria Geral da União (PGE) e, em seguida, seguirá para a Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, onde será apresentada para aprovação.
O projeto de lei visa a auxiliar no combate às fugas e entrada de ilícitos nas unidades "enquanto se restabelece a ordem dentro das penitenciárias, que exige intervenção redobrada do contingente atual de agentes penitenciários".
A medida seria uma reação à crise na segurança no Estado, que enfrenta ataques constantes a delegacias e prédios de órgãos da segurança pública. De acordo com a Secretaria de Segurança e Defesa Social, as ordens dos ataques partem de dentro dos presídios.

Fonte: G1Ce