terça-feira, 12 de maio de 2020

RESPOSTA DADA!!! BANDIDOS QUE MATARAM SARGENTO DA PM MORREM EM CONFRONTO COM A POLÍCIA MILITAR EM AQUIRAZ


Armas e munições apreendidas pelo Bope durante o cerco aos criminosos no Iguape 

Dois bandidos que participaram diretamente do assassinato de um sargento da Polícia Militar, em Fortaleza, no mês passado, morreram nesta segunda-feira (11), numa troca de tiros com policiais militares. O confronto aconteceu durante um cerco que a PM montou com homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o apoio de um helicóptero nas dunas do Iguape, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  
Através de um trabalho de Inteligência, a PM descobriu que, após terem assassinado o sargento PM Carlos Alberto de Figueiredo Júnior, 45 anos, durante uma tentativa de assalto e roubo de veículo na noite de 21 de abril último, no bairro de Fátima, a quadrilha foi se esconder em Aquiraz, onde passou a fazer assaltos na região e se esconder nas dunas do Iguape. O bando era oriundo das favelas Graviola e Baixa Pau, na Praia de Iracema, em Fortaleza. 
Durante o cerco nesta segunda-feira (11), as equipes de intervenção tática do Bope, com o apoio de patrulhas do CPRaio e de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), localizaram a quadrilha no alto de uma das dunas. Armados, os criminosos abriram fogo contra os militares, que reagiram à altura. 



Mortos 

Dois bandidos foram baleados e levados pela PM para o Hospital de Aquiraz, onde morreram ainda na Emergência, sendo identificados como Leandro Oliveira da Costa, o “Lourinho”; e João Marcos Quintana, o “JM”, ambos envolvidos em roubos de veículos, assaltos e tráfico de drogas na área da Praia de Iracema, na Capital. 
Um terceiro integrante do bando foi baleado e preso. Trata-se de Fabrício Costa Lima, 22 anos, também morador da Favela da Graviola, na Praia de Iracema, e que estava na companhia de uma adolescente de 15 anos. Os dois foram conduzidos ao plantão da Delegacia Metropolitana do Eusébio (DME). 
De acordo com a Polícia, após a morte do PM, o bando foi se refugiar em Aquiraz. Em uma pousada da região, onde a quadrilha havia se hospedado, a Polícia apreendeu uma vasta quantidade de munição de diversos calibres, inclusive para fuzil 7.62; pistolas Ponto 40 (.40) e 44. Duas armas de fogo foram também localizadas, além de celulares. 

Fonte: Fernando Ribeiro

6 comentários:

Unknown disse...

Tem que ser á altura mesmo.

Anônimo disse...

Teria de ser assim para todos que atentarem contra agentes da segurança pública.

MARIO ALBERTO BENEDETTO LYNCH disse...

OS VAGABUNDOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS DEFENDEM BANDIDO,PORÉM O POLICIAL É UM FILHO DE DEUS,UM TRABALHADOR,UM CHEFE DE FAMÍLIA E UM CIDADÃO PERGUNTO ISSO NÃO É UMA VIOLAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS,MATAR POLICIAL É VIOLAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS

Anônimo disse...

Só vai assim por que a polícia prende e a justiça solta adianta de nada aí só matando mesmo viu...

Anônimo disse...

Nem só com agente da segurança como tbm com cidadãos de bem parabéns para a polícia contamos com vcs

Anônimo disse...

Discordo de bandidos só serem morto quando atentarem contra vidas de segurança pública. Porque a vida de segurança pública não vale mais do q a vida dos cidadãos que não são segurança pública. Então eu acredito q cada bandidos que atentarem a tirar vida seja lá de quem for tem é que ser morto mesmo.