VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

HOMEM QUE MATOU EX-MULHER APÓS SER CHAMADO DE "CORNO" PASSARÁ POR JÚRI

Ex-marido confessou ter assassinado a estudante (Foto: Bruno Lima / Jornal A Tribuna de Santos
Sérgio de Souza Cerqueira confessou o assassinato em janeiro deste ano. Corpo da vítima, que morava em Guarujá (SP), foi achado em rodovia.

O assassino confesso da estudante Fernanda Pimenta Cerqueira passará por júri em Guarujá, no litoral de São Paulo, no próximo dia 17 de novembro. Sérgio de Souza Cerqueira confessou à polícia ter matado sua ex-mulher após descobrir uma relação extraconjugal e ter sido chamado de 'corno' pela vítima.
Fernanda desapareceu no dia 14 de janeiro e, na época, familiares mobilizaram as redes sociais para tentar encontrá-la. O corpo dela foi encontrado no dia 23 de janeiro nas margens da rodovia Rio-Santos em estado de decomposição avançado, sem uma das mãos e com os cabelos raspados. Ela foi reconhecida por uma tatuagem que tinha no pé direito.
Segundo relatado por familiares ao G1, a vítima e Sérgio, que tinham uma filha, haviam se separado em novembro do ano passado. Após ter sua prisão preventiva decretada, Sérgio confessou em depoimento ter assassinado a estudante.

Fernanda Pimenta Cerqueira foi encontrada morta (Foto: Arquivo Pessoal)
De acordo com o relato de Sérgio, o crime aconteceu na casa do homem, em Vicente de Carvalho, distrito de Guarujá. O homem teria descoberto que a esposa manteve uma relação extraconjugal. A vítima teria confirmado a história e chamado Sérgio de 'corno'. Ele afirmou que esganou a estudante e jogou o corpo nas margens da rodovia Rio-Santos.
Na época da prisão, o delegado responsável pelas investigações, Luiz Ricardo Lara, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, afirmou que Sérgio se mostrava obcecado em reatar o relacionamento com Fernanda.
O júri será realizado a partir das 9h30 do dia 17 de novembro no Fórum Cível e Criminal de Guarujá, que fica no bairro da Enseada.

Fonte: G1

7 comentários:

Anônimo disse...

Se essa essa moda pega la em martinopole,não fica uma mulher viva...kkkkkkkkk

Anônimo disse...

quer o que né alem de trair o cara ainda chama o cara de corno tirando onda da cara do sujeito, certo ele não foi de tela matado mas errada tambem não foi

Anônimo disse...

Com certeza as q ficarem vivas não vinheram da tua cidade,cuidado q é igual consórcio,qualquer vc TB pode ser contemplado.

Anônimo disse...

Vc deve ser um,ne? Em Martinópole tem mulher direita sabia seu corno incubado.

Anônimo disse...

Vc deve ser um,ne? Em Martinópole tem mulher direita sabia seu corno incubado.

Anônimo disse...

Corno eu seria se minha mulher fosse de la...

Anônimo disse...

kkk