sábado, 26 de novembro de 2011

GOVERNO DO MARANHÃO DIZ QUE SÓ NEGOCIA GREVE COM PM TRABALHANDO.

A governadora Roseana Sarney não quis negociar a greve com os policiais militares e do Corpo de Bombeiros, no Maranhão, neste sábado (26). A posição do governo é que a negociação seja feita somente quando os agentes voltarem ao trabalho.
Os manifestantes esperaram que ela chamasse os representantes da greve para negociação, mas isso não ocorreu.
Roseana conversou com líderes da Força Nacional e do Exército sobre a segurança no Estado. Ela informou que a greve dos policiais não deverá aumentar os índices de violência, já que policiamento está sendo feito pelo Exército.

Em greve desde a quinta-feira (24), os policiais militares querem aumento salarial de 30%. Entre outros itens na lista de reivindicações estão: modificações de critérios de promoção e reorganização do quadro de oficiais, implementação de jornada de trabalho de 44 horas semanais e eleição do Comandante Geral da Polícia Militar.




Eles continuam acampados dentro da Assembleia Legislativa e informaram que, na próxima segunda-feira (28), a Polícia Civil também poderá aderir ao movimento. 
O Tribunal de Justiça considera a paralisação ilegal e deve multar os sindicatos das categorias em R$ 200 cada dia e por cada policial que aderir à greve. O Tribunal Militar deve mandar prender, na segunda-feira (28), os líderes do movimento caso a categoria não voltar ao trabalho.

Fonte: R7

3 comentários:

Anônimo disse...

não me interpretei mal. resumo para a governadora todos eles são vagabundo ?

Anônimo disse...

A Governadora está certa. O que está acontcendo é uma chatagem. Os salários destes policiais estão entre os mais altos do país.
O problema é que eles querem isonomia com a PM de Brasília, onde um coronel ganha 24 mil reais, um sargento 14 ml e um soldado 8 mil reais. O Maranhão não pode pagar estes salários.

Anônimo disse...

eu ganho 720 setecentos e vinte real e to feles agora o povo ganha 1200 ou mas e reclama eu sei o perigo mas não muda nada /a ganáncia começar com os politico huanto mas tem mas huer bicho engoli bicho viva a prepoténcia brasileira