segunda-feira, 3 de outubro de 2011

AMANTE REJEITADO FOI PRESO POR FABRICAR VIBRADOR EXPLOSIVO QUE SERIA ENVIADO A EX-NAMORADA.

De acordo com a notícia publicada no site do jornal inglês "Daily Mail", em sua edição de 7/1/11, um amante rejeitado, foi preso depois dele supostamente ter colocado pólvora e chumbo para caça dentro de "vibrador" usado em brincadeira sexuais, para torná-lo explosivo.
A polícia acusa Terry Allen Lester de ter planejado enviar o dispositivo, encontrado em um pacote com a inscrição "Presentes de Natal", para uma das suas três ex-namoradas, durante as festividades de fim de ano.
Terry Allen, 37 a, da cidade de Waseca, Minnesota, foi acusado de traição, posse de um artefato explosivo ou incendiário e ameaça de crime terrorista. Ele enfrenta agora a possibilidade de ser condenado a uma pena máxima de 10 anos de prisão e multa de R$ 34 mil.

No Dia de Ano Novo o policial Karl Kalow atendeu a uma chamada de rotina vinda de uma residência em Waseca. De acordo com a mulher que fez a chamada, Terry Allen foi morar com ela e uma outra mulher em seu apartamento, mas ele foi forçado a sair às pressas da residência quando a locatária do imóvel desconfiou de seu comportamento e hábitos. Terry Allen saiu do apartamento na véspera do Ano Novo, mas deixou para trás algumas bolsas, tendo antes avisado a uma das mulheres sobre o conteúdo da bagagem. A informação sobre o conteúdo das bolsas deixou as mulheres preocupadas, que resolveram então chamar polícia. Em uma das bolsas havia uma caixa com a incrição "Presentes de Natal" e dentro dela estavam alguns brinquedos sexuais.

Segundo a denúncia apresentada ao tribunal, Terry tinha feito algumas modificações em um "vibrador", dentro do qual havia colocado pólvora e chumbo de caça, além de ter alterado a fiação de modo que ao ser acionado o botão de ligar, detonaria o explosivo. No entanto, o aparelho estava sem bateria.

A denúncia apresentada ao tribunal afirma que Terry pretendia enviar o "vibrador" a uma de suas três ex-namoradas, com as quais os relacionamentos terminaram mal. Também foram deixadas no apartamento as ferramentas e fios usados na montagem do artefato explosivo, além de dois outros brinquedos sexuais. O esquadrão anti-bombas de Bloomington foi chamado pela polícia de Waseca. A equipe chegou duas horas depois e efetuou a inspeção preliminar e o exame de raio-X do dispositivo., que apresentava dois fios saindo de seu interior, conectados ao que parecia o gatilho de uma furadeira sem fio. O esquadrão anti-bombas abriu dispositivo e removeu a pólvora e os projéteis, tornando-o inerte. 
Sobral24hs

Nenhum comentário: