VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

CAMOCIM E BARROQUINHA ENTRES AS 19 CIDADES COM CASOS DE PRISÕES POR FURTO DE ENERGIA NO ESTADO DO CEARÁ

As prisões por furto de energia elétrica tiveram um aumento abrupto, no Estado, neste ano. De acordo com dados da Enel Distribuição Ceará, 43 pessoas foram presas pela prática, entre janeiro e junho de 2017, enquanto apenas três ocorrências foram registradas no primeiro semestre do ano passado..
Entre os municípios, Fortaleza lidera o ranking de número de prisões, com sete registros. Na sequência, Iguatu contabilizou cinco prisões. Canindé, Icó, Juazeiro do Norte, Pentecoste e Russas tiveram três, cada. Jaguaruana e Maracanaú, duas prisões. Os municípios de Aquiraz, Aracati, Barroquinha, Cascavel, Caucaia, Camocim, Fortim, Guaraciaba do Norte, Massapê e Pacajus completam a lista, com um caso cada.
Para chegar a estes usuários, a Enel monitora o consumo pelo sistema de busca de dados, capaz de identificar o endereço onde o crime está sendo cometido. A empresa também utiliza denúncias anônimas de clientes que alegam estar sendo prejudicados em função do 'gato' instalado no domicílio vizinho. A investigação é concluída com a comprovação física, quando os técnicos da empresa verificam in loco se o medidor de energia está quebrado ou adulterado.

Pena

Comprovada a irregularidade pela empresa, a Polícia é acionada e realiza o flagrante durante as inspeções. O suspeito é levado à Delegacia, uma vez que a prática se configura como crime de furto, previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, podendo resultar em pena de um a oito anos de reclusão.

Além disso, se for condenado, o criminoso é obrigado a pagar o valor desviado, mediante cálculo feito pelo histórico de consumo até 36 meses retroativos à data da fiscalização.

Com informações do DN

Nenhum comentário: