VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 23 de junho de 2015

GAROTO DE 13 ANOS MATA O PADRASTO DEPOIS DE SOFRER AGRESSÃO


Um garoto, de apenas 13 anos de idade, foi apreendido pela Polícia, na tarde desta segunda-feira (22), depois de cometer um brutal assassinato na cidade de Itapajé, no Interior do Estado. Durante uma discussão, o garoto assassinou seu padrasto, com tiros de espingarda e ainda vários golpes de faca.
O fato chamou a atenção dos moradores. O garoto foi localizado pela Polícia ainda nas proximidades do local do crime. Levado para a delegacia de Polícia local, ele disse que não estava arrependido do crime
O garoto – identidade preservada – disse aos policiais militares que era constantemente humilhado e espancado pelo padrasto. Sua mãe, temendo também ser agredida, não intervia.

JOVEM ESQUARTEJA NAMORADA E DIZ QUE REPETIRIA O CRIME COM OUTRA


Lucas Alves dos Santos, de 19 anos, confessou ter esquartejado a ex-namorada após uma suposta traição no Espírto Santo. O corpo da adolescente Mayara Silva de Jesus, de 16 anos, ficou escondido embaixo do colchão por um dia. O suspeito afirmou que faria o mesmo com a próxima namorada.
Eles chegaram a morar com a família da adolescente. Porém, como Santos não gostava de trabalhar, o relacionamento não durou. Segundo os peritos, a adolescente foi espancada até a morte e esquartejada.

O suspeito confessou o crime e disse à polícia que matou a garota sozinho e sem premeditar. Ele ainda afirmou que, depois de usar facão e serrinha, escondeu o corpo embaixo de um colchão por um dia. Ele disse que a jovem negou a traição, mas ele não acreditou nela.

Fonte: R7

BANDIDOS ATACAM BANCO DO BRADESCO E BANCO DO BRASIL DE MADALENA.

Os criminosos, porém, não levaram nenhuma quantia em dinheiro.

Agências dos bancos Bradesco e Banco do Brasil foram alvo de tentativa de roubo na madrugada desta terça-feira, 23, por volta das 3h, na cidade de Madalena — a 180km da Fortaleza.
De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o grupo de seis a oito homens não conseguiu levar nenhuma quantia em dinheiro. Primeiramente dirigindo-se à agência do Banco do Brasil, quebraram com uma marreta a vidraça do banco, mas não tiveram acesso à parte interna. Depois, foram em direção ao Bradesco, onde, usando dinamite, tentaram explodir um caixa eletrônico — porém, a ação falhou. A dinamite danificou apenas a parte externa do caixa, não dando acesso ao dinheiro.