VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sábado, 2 de agosto de 2014

POLÍCIA FEDERAL APREENDE MAIS DE UMA TONELADA DE MACONHA EM CHOROZINHO


O montante de entorpecentes apreendido em 2014 já supera a quantidade do ano passado; expectativa é que a droga seja incinerada até o fim de agosto
A grande quantidade de maconha apreendida pela Polícia Federal do Ceará (PF) - mais de uma tonelada - na madrugada deste sábado (2) já é superior à dos últimos dois anos. Na operação, realizada no município de Chorozinho, a 40 quilômetros de Fortaleza, foram encontrados 801 tabletes da droga em formato de "tijolos", avaliados em mais de um milhão e meio de reais, que abasteceriam até 200 pontos de tráfico na Capital e Região Metropolitana.

'ALEX GARDENAL' SAI DE PRESÍDIO DE SEGURANÇA MÁXIMA E RETORNA AO CEARÁ.


Segundo a Secretaria da Justiça, Alex Gardenal não teve renovado o pedido para que permanecesse em Mato Grosso do Sul

Alexandre de Souza Ribeiro, o "Alex Gardenal", deixou o presídio federal de Mato Grosso do Sul (MS) e retornou nesta sexta-feira, 1º, ao Ceará. Por medida de segurança, a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) não informou o local que o detento ficará preso. 
De acordo com a Secretaria, a Vara de Execução Penal e Corregedoria de Presídios de Fortaleza não protocolou pedido de renovação para que Gardenal ficasse confinado na Penitenciária Federal em Campo Grande (MS). Assim, no último dia 27 de junho, a juíza federal Giovana Aparecida Lima Maia decidiu pelo retorno do detento ao Ceará. 

FALSO CORRETOR É PRESO AO APLICAR O GOLPE DA CASA PRÓPRIA

Acusado
As residências que o acusado dos golpes "vendia" estão situadas na Vila Betânia, Precabura e Itaitinga.

A Polícia prendeu um homem suspeito de aplicar golpes em dezenas de famílias que sonhavam com a casa própria. O estelionatário arrecadou mais de R$ 42 mil somente com quatro pessoas, que chegaram a efetuar o pagamento da entrada dos imóveis. José Humberto da Silva Júnior, 46, foi preso em flagrante na BR-116, quando recebia R$ 2 mil de uma das vítimas.
De acordo com o delegado titular do 6º DP (Messejana), Osmar Berto, existiam placas na frente dos imóveis com o número de Humberto e ele ligava para as famílias afirmando ser o responsável pelo imóvel.