VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sábado, 10 de dezembro de 2011

CAMINHÃO CARREGADO COM TIJOLOS TOMBA NA CE 085, ENTRE CAMOCIM E BARROQUINHA.

E os acidentes de trânsito continuam. Desta vez o local foi a CE 085, entre Camocim e Barroquinha, próximo a localidade de Jatobá.
Na noite deste sábado (10), um caminhão Mercedes de cor branca e placa HYK 0650, o qual vinha de Fortaleza, onde tinha ido pegar uma carrada de tijolos e tinha como destino a cidade de Barroquinha, era conduzido pelo Sr. Raimundo Nonato de Mendonça, 68 anos, pai do vereador camocinense "Régis da Ipu". O motorista, aproveitando a passagem por Camocim, deu uma carona para uma filha sua.
Segundo o motorista repassou para o blog, o mesmo foi desviar de um jumento que atravessou repentinamente a CE e perdeu o controle do caminhão.

CAMOCIM: JOVEM É ESFAQUEADO NO KM 05 DURANTE JOGO DE BARALHO.

Um jovem conhecido com Tiago foi lesionado à golpes de faca por volta das 11h00min deste sábado (10), durante um jogo de baralho em um bar localizado no Km 05, em Camocim.
Segundo Tiago, a pessoa que o lesionou  é conhecido como João Paulo e o motivo teria sido uma confusão durante o jo go de baralho, pois a vítima estava ganhando R$ 35,00 e disse que não iria mais jogar, que iria pra casa.

HOMEM TEM SILICONE INJETADO NO PÊNIS E MORRE

A Promotoria do condado de Essex em Nova Jersey informou nesta sexta-feira da detenção de Kasia N. Rivera, moradora da cidade de East Orange, acusada de causar a morte de um jovem em quem supostamente injetou silicone no pênis.
Rivera foi acusada de homicídio, após a morte de Justin Street, de 22 anos, que faleceu um dia depois que lhe foi injetado o silicone, que segundo a autópsia lhe causou uma embolia.
De acordo com a Promotoria, no dia 5 de maio Justin foi à casa da agora acusada, onde esta lhe injetou a substância.

QUEM SOUBE FEZ A HORA

TONELADA E MEIA DE ALIMENTOS PARA AS FAMÍLIAS DOS PESCADORES DESAPARECDOS DE CAMOCIM

Quem soube fez a hora, não esperou acontecer. Graças à solidariedade, do mais humilde, ao mais abastado camocinense, assim como a de outras pessoas em diversas cidades e estados desse país, a campanha em prol das famílias dos pescadores desaparecidos obteve o êxito que todos os envolvidos em sua organização pretendia. Iniciada praticamente na última terça-feira (06), finalizando no fim da tarde de sexta (09), idealizada por Alice do "Fortim" e o Blog Camocim Online, a campanha arrecadou uma tonelada e meia de alimentos e R$ 677,00 em dinheiro, que foram distribuídos de forma igual para todas as famílias.

DUAS MULHERS MORTAS POR ORDEM DO TRÁFICO

Crimes ocorreram nos Municípios de Caucaia e Maracanaú. O motivo seria dívidas e disputa pelo comércio de drogas
Duas mulheres foram mortas a tiros nas últimas 36 horas na Grande Fortaleza em decorrência do envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a Polícia. Os crimes ocorreram nos Municípios de Caucaia e Maracanaú e já estão sendo investigados pela equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Em ambos os casos, os assassinos permanecem foragidos, mas sendo caçados.

HOMEM MATA ESPOSA A TIRO E TENTA SUICIDAR-SE

Cenas de violência ocorreram dentro da residência do casal. O acusado está internado sob escolta de PMs
Um crime passional assustou, ontem, os moradores da localidade de Olho D´água dos Prata, uma comunidade localizada às margens da Estrada da Tangueira, que liga os Municípios de Maracanaú, Maranguape e Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza. Inconformado com o fim do casamento, José Lucivaldo Pereira dos Santos, 43, assassinou a ex-esposa, Francisca Pereira dos Santos, 46, com vários tiros de revólver calibre 32.

NINGUÉM CHORA POR ELE.

A imagem completa quatro anos e é chocante. E a minha intenção é exatamente esta: Chocar, chacoalhar, tentar cavar indignação na frieza comum da hipocrisia reinante. Quem está no chão, agonizando para morrer é o soldado Wilson Santana, 28 anos, do Batalhão de Operações Policiais Especiais(BOPE), do Rio de Janeiro.
Esta fotografia foi pouco publicada na época e nenhum órgão de imprensa ou de direitos humanos expressou sentimento que fosse pelo soldado que ganhava R$ 1.500,00 por mês para trocar tiros com traficantes.