terça-feira, 31 de maio de 2011

"CARTÃOZEIRO" PRESO AO SAIR DE UM FLAT.

Acusado de golpes foi detido pela Polícia com vários cartões de crédito e bancários, além de um computador portátil

Uma denúncia anônima levou policiais civis do 34º DP (Centro) a capturar um paraibano que estava há cerca de 20 dias em Fortaleza acusado de clonagem de cartões e crime de estelionato. A informação dava conta de que o ´cartãozeiro´ estaria hospedado num flat na Avenida Beira-Mar, na Praia de Iracema. Após levantamentos na área, os policiais civis constataram que o homem que estava ali já tinha sido preso pela Polícia Federal por crime semelhante, em João Pessoa, na Paraíba.

O ex-oficial temporário do Exército e atualmente estudante Marcos Vinícius Martins Lobato Jardim, de 28, foi abordado pelos inspetores Lélis, Albuquerque, Julierme e Messias, todos do 34º DP, quando deixava o flat num Celta prata alugado.
Com Marcos Vinícius foram encontrados um notebook, um equipamento utilizado para leitura e armazenagem de dados de tarjas magnéticas, além de diversos cartões magnéticos, possivelmente clonados. Apenas três dos cartões tinham o nome de Marcos. Os outros eram em nome de terceiros.

Um detalhe interessante, observado pelo delegado titular do 34º DP, Everardo Lima, é o de que estelionatários têm utilizado cartões fidelidade e cartões de jogos infantis - todos com tarjas magnéticas - para gravação de dados de cartões clonados. Quando encontrados pela Polícia em poder de cartãozeiros, os plásticos não despertam tanta suspeita quanto os tradicionais cartões de débito e de crédito.

Quadrilha?
Ainda nesta semana, o inquérito policial instaurado no plantão do 34º DP deverá ser encaminhado para a Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF). A Polícia tenta saber se o acusado agia sozinho ou se fazia parte de alguma quadrilha interestadual responsável pela clonagem de cartões a partir da instalação de ´chupa-cabra´ (gravadores de trilhas magnéticas) em caixas eletrônicos.
Fonte: DN

Nenhum comentário: