sábado, 26 de fevereiro de 2011

POLÍCIA PRENDE HOMENS INTEGRANTES DE UMA QUADRILHA ESPECIALIZADA EM ARROMBAMENTO A TEMPLOS RELIGIOSOS.

Uma quadrilha de arrombadores, especializada em furtos contra estabelecimentos comerciais, escolas e templos religiosos situados nos bairros Vila União e Montese, começou a ser desarticulada pela Polícia. Na madrugada de ontem, dois homens, um deles, apontado como chefe do bando, foram capturados dentro de uma igreja evangélica, quando tentavam furtar os objetos que estavam guardados no local.

De acordo com o titular do 25º DP (Vila União), delegado Cesar Wagner Maia Martins, a quadrilha vinha agindo há cerca de seis meses na região, tendo praticado cerca de 30 furtos qualificados (arrombamentos). O homem acusado de comandar os ataques, que ocorriam na maioria das vezes de madrugada, foi identificado como Adonias Sousa da Silva, 30."Ele utilizava um carrinho de reciclagem como fachada para passear tranquilamente pelas ruas enquanto observava os locais onde poderia praticar as ações criminosas", disse Martins. O delegado afirmou que realizou um levantamento junto aos procedimentos e Boletins de Ocorrência (B.Os.) da DP e descobriu que a principal demanda da população eram os arrombamentos.

Conforme Martins, o delegado-geral da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas, determinou uma investigação sobre o caso. Em duas semanas, os inspetores do 5º (Parangaba) e 25º, além de equipes do Ronda do Quarteirão e do Policiamento Ostensivo Geral da 7ª Companhia do 5º BPM (Parangaba) prenderam três integrantes da quadrilha.
Adonias foi preso em flagrante delito dentro da Igreja Templo de Restauração, situada na Rua Helvécio Monte, na Vila União, na companhia de Marcelo Pereira Pedrosa, 23.

Além deles, Raimundo Chagas de Sousa, 50, foi detido na semana passada, acusado de comprar os produtos furtados. Segundo a Polícia, além da igreja, eles atacaram lojas de confecções, estúdios fotográficos, colégios e restaurantes no período aproximado de seis meses. Outros membros da quadrilha e receptadores do bando estão sendo investigados.
Fonte: DN

Nenhum comentário: