sábado, 10 de outubro de 2020

OPERAÇÃO DEFLAGRADA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO AFASTA UM DELEGADO E CINCO INSPETORES DA POLÍCIA CIVIL DO CEARÁ

 

Um empresário também é alvo das investigações da Operação Fim de Linha 

Uma operação do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), com apoio da Controladoria Geral de Disciplina dos órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD), afastou das funções, nesta sexta-feira (9), um delegado e cinco inspetores do 20° Distrito Policial, em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza. Além dos agentes, um empresário também é alvo das investigações. Os nomes não foram revelados pelas autoridades. 


Operação Fim da Linha apura a suposta prática dos crimes de abuso de autoridade, corrupção passiva, tortura psicológica, coação no curso do processo, prevaricação, usurpação de função pública, extorsão, violação de domicílio e associação criminosa cometidos pelo delegado e inspetores da Polícia Civil do Ceará, antes lotados na Delegacia Metropolitana e, hoje, no 20° DP, no Acaracuzinho. 


Busca e apreensão em residências e delegacia 


De acordo com o MPCE, as investigações são cumpridas por ordem da 2ª Vara Criminal de Maracanaú, que, atendendo pedido do MPCE, determinou buscas e apreensões nas residências dos sete investigados e na sede do 20° Distrito Policial. Segundo a determinação judicial, todos os policiais, investigados em cinco procedimentos investigatórios criminais conduzidos pelo Ministério Público, devem ficar afastados das funções por 180 dias. 


Leia a matéria  completa no Diário do Nordeste

Nenhum comentário: