quinta-feira, 7 de maio de 2020

AGENTES DA CAPITANIA DOS PORTOS EM CAMOCIM INSPECIONAM VELEIRO DE GIBRALTAR


A Marinha do Brasil, por meio da Agência da Capitania dos Portos em Camocim (AgCamocim), realizou, na manhã do dia 6 de maio, ação de inspeção naval no Veleiro “SEA JADE”, Bandeira de Gibraltar, que fundeou nas águas do Rio Coreaú (Camocim-CE). Segundo relatos do Capitão da embarcação, Sr. Eduardo Augusto de Molina e Silva, o veleiro teria saído das Ilhas Canárias, em 5 de março de 2020, com destino a Fort Lauderdale (EUA), não sendo autorizado atracar em portos norte-americanos em razão da pandemia do novo coronavírus. Assim, seguiram viagem pelas ilhas do Caribe até receberem autorização para atracar em Antígua e Barbuda, no dia 24 de março, onde ficaram até o dia 21 de abril, quando então suspenderam com destino a Fortaleza-CE. Entretanto, no dia 24 de abril, a embarcação sofreu avaria em um dos seus dois motores, bem como teve um rasgo em uma das suas velas.



Em face da dificuldade de conseguir permissão para atracar a embarcação nas demais ilhas do Caribe, além da sabida escassez de voos de regresso para o Brasil, uma vez que os dois únicos tripulantes da embarcação são brasileiros, somada a iminência do início da temporada de furacões na região, eles decidiram seguir viagem para Fortaleza a fim de realizar os referidos reparos, aportando em Camocim apenas para realizar abastecimento de combustível, gêneros alimentícios e aguardar melhores condições meteorológicas para seguirem viagem. Durante a inspeção naval, foram verificados os aspectos relacionados à segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e à prevenção da poluição hídrica, dentre outras obrigações administrativas previstas nas Normas da Autoridade Marítima para esse tipo de embarcação, em trânsito em Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB). Finalmente, os militares da AgCamocim prestaram apoio à Secretaria de Municipal de Saúde de Camocim que, por meio de seus agentes, fizeram avaliação preliminar dos tripulantes, os quais não apresentaram sintomas do COVID-19. Os tripulantes receberam, ainda, a doação de materiais de proteção da AgCamocim e da Prefeitura, recebendo orientações quanto às medidas de prevenção e enfrentamento ao coronavírus. 

Camocim Polícia 24h

2 comentários:

MARIO ALBERTO BENEDETTO LYNCH disse...

por questões humanitárias tem que receber ,porém diante do perigo fique de retiro numa quarentena ate passar a epidemia

Alberto t disse...

Boa ação da capitania dos portos, parabéns, tem q averiguar tudo mesmo.