quarta-feira, 24 de julho de 2019

CONSELHEIRO TUTELAR DE CHORÓ ESTÁ FORAGIDO E TEM PRISÃO DECRETADA POR ESTUPRO DE IRMÃS ADOLESCENTES.

Conselheiro tutelar desde 2016, Jonatas teve sua prisão preventiva decretada sob suspeita de abusar sexualmente de duas irmãs, menores.
As polícias civil e militar de Quixadá estão à procura de um conselheiro tutelar de Choró. A Justiça da Comarca desse Município do Sertão Central com pouco mais de 12 mil habitantes decretou a prisão preventiva dele. Jonatas Vieira Alves, 28 anos, é considerado foragido da Justiça.
De acordo com investigações realizadas pelo delegado Ícaro Gomes Coelho, da Delegacia Regional da Polícia Civil de Quixadá, o conselheiro, em atividade do Município, abusou sexualmente de duas adolescentes, irmãs, uma delas com 14 e a outra com 12 anos de idade.
Os abusos vinham ocorrendo desde 2018. Jonatas deveria resguardar a integridade das duas meninas. Elas estavam em situação de vulnerabilidade, por abandono dos pais. Por iniciativa própria elas resolveram buscar ajuda. Acabaram sendo seduzidas. Foi ele quem atendeu as vítimas.

“Assim que tomamos conhecimento iniciamos as investigações. Ao invés de dar proteção às crianças, sendo elas inclusive suas vizinhas, o conselheiro abusou sexualmente delas. Além da confirmação das vítimas e de outras provas, foram realizados exames. Os resultados foram positivos”, ressaltou o delegado.


Ao descobrir, o pai das meninas foi até o Conselho Tutelar da cidade, para tomar satisfação com Jonatas. Acabou sendo agredido fisicamente pelo conselheiro. Todavia, conseguiu fotografar conversas entre ele e as filhas, em uma rede social, no computador do Conselho. Era dessa forma que além de “papos picantes” ele marcava os encontros.
O delegado ainda informou que foi com uma equipe da Polícia Civil à residência de Jonatas, e também ao Conselho Tutelar no dia do plantão dele, mas ele não apareceu para realizar suas atividades. Seu paradeiro é desconhecido. Os familiares e colegas de trabalho alegaram não saber onde ele pode ser encontrado. Jonatas é casado.
A coordenadora do Conselho Tutelar do Município, Gizélia Lemos, informou que diante da gravidade do caso o colegiado está sendo convocado para uma reunião. Posteriormente, ela se pronunciará em nome do Conselho, atualmente formado por dois homens e três mulheres.

Fonte: DN

CAMOCIM-CE: MOTOCICLISTAS COLIDEM NAS PROXIMIDADES DO POSTO ROCHA


Durante a noite de ontem, terça-feira 23, dois motociclistas se envolveram em um acidente de trânsito no cruzamento das ruas Antonio Zeferino Veras com Dr. João Tomé. O acidente ocorreu por volta das 20h.  O motociclista Davi Lima, 42 anos, trafegava em uma moto Honda Biz de cor preta e saiu apenas com escoriações leves. Já o entregador de pizzas Joel do Nascimento estava trabalhando e saiu com alguns hematomas pelo corpo, inclusive uma forte pancada no joelho esquerdo e teve que ser levado para a UPA, local onde recebeu atendimento médico e foi liberado sem maiores problemas. A população há tempo reivindica um semáforo para o dito cruzamento tendo em visto que o fluxo de veículos ali é muito intenso. A ocorrência foi atendida por Agentes da Demutran com o apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar.


Camocim Polícia 24h

UM FELIZ ANIVERSÁRIO AO NOSSO AMIGO FÁBIO LIMA (MANGA)


PAI FOGE COM DINHEIRO DOADO PARA TRATAMENTO DO FILHO COM DOENÇA RARA


Morador de Conselheiro Lafaiete (MG), Mateus Alves foi preso em Salvador. A polícia investiga se ele usou de forma indevida o dinheiro doado ao filho. Pai foge com dinheiro doado para tratamento do filho com doença rara e é preso em Salvador (BA) nesta segunda, 22, suspeito de estelionato.

Mateus Alves, de 37 anos, vivia em Conselheiro Lafaiete (MG). Ele foi preso depois que os policiais da delegacia de sua cidade receberam a informação de que ele teria aplicado o golpe milionário.
Após divulgar em redes sociais que a família precisava arrecadar dinheiro para o tratamento do menino, de apenas 1 ano e 7 meses, o pai arrecadou por meio de contribuições online cerca de R$ 1 milhão para comprar o medicamento do bebê, portador de Atrofia Muscular Espinhal (AME). Se não receber o tratamento, o garotinho pode morrer.
O caso de João Miguel mobilizou os moradores de Conselheiro Lafaiete. Vizinhos e parentes se engajaram em uma campanha para arrecadar dinheiro para que sua família pudesse comprar um medicamento cuja dose custa mais de R$ 300 mil.
Há cerca de uma semana, a Polícia Civil de Minas recebeu informações de que o acusado estaria em Salvador, gastando de maneira indevida o dinheiro, e não usando o montante arrecadado para tratar da criança, de fato portadora da AME.