VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 7 de março de 2017

EMBARCAÇÃO 'PIRATA' DO SURINAME É APREENDIDA ABARROTADO DE MATERIAL CONTRABANDEADO EM BEBERIBE

Navio transportava material contrabandeado do Suriname (Foto: Divulgação/ Polícia Militar
A PM interceptou o navio que trazia uma carga de cigarros. Um policial civil estava no local e foi preso

Um navio pirata do Suriname que encalhou, na última segunda-feira (6), na Praia de Parajuru, contendo mais de quatro mil caixas de produtos contrabandeados, será aberto hoje pela Polícia. Os quatro 'piratas' conseguiram escapar, mas cinco brasileiros, incluindo um policial civil do Ceará foram presos, ontem, durante a operação.
Conforme o capitão Rivelino Veiga, comandante da Polícia Militar de Beberibe, havia a informação de que o navio chegaria e ele já estava sendo monitorado. "O que chegou para nós é que viriam da África. Quando avistamos o navio percebemos que eram eles. Por se tratar de uma operação de alta complexidade, tendo em vista que estávamos lidando com 'piratas', que são conhecidos pela violência e ousadia em suas ações, acionamos várias outras instituições para integrarem a operação".
O navio estava preparado para ancorar em um viveiro de camarões, em Fortim, que fica em uma área de profundidade, mas acabou encalhando em um banco de areia, na Praia de Parajuru. "Quando fomos fazer a abordagem já encontramos a pessoa que iria receber a carga, os ajudantes que iriam descarregar o navio e o policial civil que fazia a segurança desse pessoal. Fomos até a fazenda de Fortim, mas o proprietário e os filhos dele, que sabiam de todo o esquema, fugiram", explicou Veiga.
Conforme o PM, mais de quatro mil caixas de cigarros estão no navio apreendido. Cinco pessoas que estavam esperando pela carga foram presas, em Parajuru
Uma escopeta, a pistola do policial civil preso, um Toyota Corolla blindado, uma Toyota Hilux e duas Scania foram apreendidas pela Polícia. "O Corolla era do homem que ia receber a droga e a Hilux estava na fazenda. As Scania fariam o transporte da carga. Já estava tudo organizado", afirmou o capitão.
O trabalho que Rivelino Veiga desenvolveu, em parceria com o inspetor Brandão, lotado em Beberibe, deverá ter desdobramentos hoje. "Acreditamos que tenha droga e arma no meio desse carregamento. Vamos desmontar a carga e procurar outros envolvidos. Muita gente pode estar por trás disso. Tem muita coisa naquele navio", disse Veiga.
O capitão disse que não revelaria os nomes dos presos, para não haver prejuízo na operação, que ainda está em andamento.

Fonte: DN

Nenhum comentário: