VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

HOMEM DE FORTALEZA PÕE CRIANÇA A VENDA NA INTERNET

A Polícia está investigando o caso. A pena para quem cometeu o crime é reclusão de um a quatro anos e multa.

Com o título "Vende-se Bebê", um anunciante chamado Israel Sabino, morador do Cocó, estaria comercializando uma criança de cinco meses no site e-commerce OLX. O anúncio foi postado na noite do dia 25 de dezembro e começou a ser compartilhado em diversas redes sociais. De acordo com o anunciante, o motivo para o suposto "negócio" seria a impossibilidade de cuidar da criança. O valor a ser pago não foi informado.
Segundo a delegada que está respondendo pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCeca), Estela do Amaral Ribeiro, foi aberto um boletim de ocorrência durante a madrugada do último domingo (25) sobre o caso. "Estamos iniciando as investigações para ver do que se trata. Não é a primeira vez que acontece esse tipo de coisa aqui. Vamos verificar se esse anúncio é de fato uma tentativa de venda ou uma brincadeira. De qualquer forma, a pessoa precisa ser responsabilizada", explicou a delegada.
O ato fere o artigo 238 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)  que criminaliza a ação de "Prometer ou efetivar a entrega de filho ou pupilo a terceiro, mediante paga ou recompensa". A pena  é reclusão de um a quatro anos, e multa.

A equipe do Diário do Nordeste tentou entrar em contato com o anunciante pelo número de telefone informado, no entanto, em diversas tentativas a chamada caía na caixa postal. O post foi retirado do ar.
Em nota, o site lamentou o ocorrido e disse que a atitude viola os Termos e Condições de Uso do site.  A empresa afirma que o anúncio permaneceu por menos de 1 hora no ar e foi removido pelo próprio usuário, que foi banido permanentemente da site de classificados. "A OLX informa que disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. A empresa reforça, ainda, que está à disposição das autoridades para colaborar nas investigações", disse no comunicado.

A empresa informou que conta com uma equipe de atendimento dedicada a aprimorar e melhorar ainda mais seu serviço, a fim de manter segura a comunidade de usuários.

Fonte: DN

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que nao seria uma obrigação do site pedir desculpa pelo o fato, se a justiça Brasileira fosse capacitada o suficiente esse tipo de anuncio nao seria publicado.
Hoje temos os maiores e melhores dispositivos que são capazes de detectar o que queremos e onde queremos mais a justiça do Brasil ta preocupada em ima unica çoisa nesse momento, barrar a lavajato pra nao seguir em frente porque se não vai cair todo mundo e o USA vai mandar o FBI meter todo mundo em cana.

A justiça a lenha brasileira jamais vai ser páreo para a justiça á nitrogênio do DONALD TRUP