VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

TROCA DE TIROS ENTRE POLICIAIS E BANDIDOS DENTRO DE MOTEL DEIXA UM MORTO


Policial também foi baleado no braço, e duas pessoas foram presas

Uma troca de tiros envolvendo policiais da Coordenadoria de Inteligência (Coin) e três pessoas - dois homens e uma mulher - na tarde desta segunda-feira (21), no Spark Motel, localizado na Avenida Maestro Lisboa, no bairro Lagoa Redonda, terminou com a morte de um homem, que foi atingido pelos agentes.
De acordo com a Polícia Militar, o homem que foi morto já era investigado antes de o conflito desta tarde começar. Identificado apenas como "Serginho da Precabura", ele era apontado como traficante de drogas da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e reagiu à abordagem policial nesta segunda-feira. Ele foi atingido com pelo menos três tiros.

Agente ferido

Durante a troca de tiros desta tarde, um dos agentes do Coin também foi baleado no braço, mas foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e não corre risco de morte. As outras duas pessoas envolvidas na ocorrência foram presas e encaminhadas para o 35º Distrito Policial (DP). Nenhuma delas ficou ferida.

Operação

De acordo com o delegado do 35º DP, Bruno Figueiredo, a ação desta segunda-feira foi fruto de uma investigação da Coin. Segundo ele, os policiais receberam a informação de que "Serginho da Precabura" estaria no motel com uma mulher nesta tarde. Como o indivíduo já era procurado, os agentes foram para o local e iniciaram a abordagem.
Quando ficou sabendo que a polícia estava no local, Serginho ligou para um comparsa com o objetivo de fugir. Como ele se recusou a abrir a porta do quarto onde estava, os agentes decidiram invadir, o que deu início ao tiroteio.

Após a troca de tiros, a polícia conseguiu prender o comparsa de Serginho e também encaminhou a mulher que estava com ele para a delegacia. Segundo o delegado, ela afirma que não é cúmplice de nenhum crime, mas isso ainda será investigado.

Fonte: DN

Nenhum comentário: