sábado, 2 de janeiro de 2016

MARTINÓPOLE-CE: COLISÃO ENTRE MOTOS DEIXA UM MORTO E OUTRO EM ESTADO GRAVE NO 1º DE JANEIRO.

Mais um acidente de trânsito com vítima fatal em nossa região. Desta vez o sinistro aconteceu durante as primeiras horas de sexta-feira, 01, no município de Martinópole.
O servente de pedreiro Francisco Ferreira Miranda, 31 anos, trafegava em sua moto Honda Fan de cor preta quando, já próximo à prefeitura de Martinópole, se envolveu em uma colisão lateral com outra moto, uma Honda Fan de cor vermelha conduzida pelo agricultor José Anderson Gadelha.
Com a colisão, os condutores caíram violentamente e o primeiro sofreu fratura exposta na perna esquerda e várias outras lesões, sendo socorrido por uma ambulância ao hospital local, contudo, devido à gravidade das lesões veio a óbito momentos depois. O outro condutor também sofreu várias lesões pelo corpo, foi socorrido ao hospital da cidade e em seguida transferido para a Santa Casa de Sobral em estado grave.



Atenderam a ocorrência:

Destacamento local: Sgt Maia, Sds M. Santos e Reis
P.R.E.: Sgt Gouveia e Sd Carvalho


Camocim Polícia 24h/Colaborador: Sd M. Santos

8 comentários:

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Que Jesus esteja no comando da vida de cada um

Unknown disse...

Galera atenção no trânsito Porquê alguém espera seu retorno

Unknown disse...

Galera atenção no trânsito Porquê alguém espera seu retorno

Unknown disse...

Que Jesus esteja no comando da vida de cada um

Unknown disse...

Galera atenção no trânsito Porquê alguém espera seu retorno

Eleandro Lima disse...

as duas pessoas do acidente era trabalhadores e pessoas boas

Alberto t disse...

Meu povo, tem gente q guia Moto, carro, bicicleta etc e tal, e nunca levou se quer um escorregão, sabem pq? fácil a resposta, PRUDÊNCIA, responsabilidade, educação, formação, respeitar o direito dos outros, cumprir com seus deveres, mas infelizmente, são irresponsáveis, ñ respeitam os direitos dos outros, mal educados, ignorantes, então taí o resultado, infelizmente é o destino do destemido.