sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

SETE PRESOS: POLICIAIS MILITARES E CIVIS DE CAMOCIM, SOBRAL, GRANJA E VARJOTA DEFLAGRAM AÇÃO CONTRA CRIMES EM SOBRAL.

Entre segunda e quarta- feiras, ocorreram cinco homicídios, entre eles, a execução de um empresário.

Sobral. Uma operação especial conjunta das Polícias Civil e Militar resultou na prisão de sete acusados de crimes em Sobral. A ação ocorreu em cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão e foi seguida por uma reunião entre as autoridades de Segurança e o prefeito, para tratar sobre a insegurança no Município. Entre segunda e quarta feira, foram registrados cinco homicídios, entre eles, a execução do empresário do ramo imobiliário Jean Feijó.
Segundo o delegado Regional de Sobral Junior Vieira, o resultado da operação foi avaliado como positivo. A operação conjunta reuniu mais de 30 policiais de Sobral, Granja, Varjota e Camocim na manhã de ontem, 27.

Os principais delitos cometidos pelos acusados procurados durante a operação estão homicídio e tráfico de drogas. Existem ainda busca por foragidos da Justiça. A operação é a primeira das ações a serem desencadeadas pelas autoridades de Segurança e serão permanentes.
Os presos foram encaminhados à Cadeia Pública. "A operação iniciou cumprindo mandados de todas as Varas Criminais da Comarca, e hoje marcou o inicio desse trabalho contínuo que engloba ainda blitz constantes e cumprimento de novas ordens judiciais. Hoje ocorreu apenas dentro do Município (Sobral), mas será levado a outras cidades posteriormente", explica o delegado.

Os bairros onde ocorreram abordagens foram Sumaré, Terrenos Novos e Vila União. O perfil de procedimentos por parte da policia tem destaque para os que envolvem adolescentes com atos infracionais como roubo e tráfico de drogas. "Faço questão de ressaltar ainda de alguns com infrações de homicídio doloso, que tem se destacado dentro da cidade de Sobral".



Empresário

Sobre o homicídio do empresário, o delegado explica que as investigações estão sendo feitas de modo sigiloso e o carro usado pelos acusados para a prática do crime já foi identificado. A execução ocorreu por volta das 15h de quarta feira no bairro Campo dos Velhos e Jean foi atingido duas vezes com uma arma de fogo, sendo que o segundo tiro acertou o empresário na cabeça sendo fatal. "O calibre da arma também foi identificado como sendo uma pistola Ponto 380".

Ele explica que o crime tem características de execução, assim como os quatro que ocorreram nessa semana. Um funcionário acompanhava o empresário.

As testemunhas relataram que a vitima havia saído de seu veículo para visitar uma de suas construções quando foi abordado por quatro homens que estavam em um carro preto. O primeiro tiro acertou o braço e causou uma tentativa de fuga por parte do empresário, que acabou correndo e caiu no chão, quando o segundo tiro foi desferido na cabeça. Ninguém foi preso. O enterro aconteceu na tarde de ontem e reuniu mais de 300 pessoas, entre familiares e amigos de Jean.


O delegado disse que os depoimentos oficiais ainda não foram colhidos. Serão ouvidos família, funcionários e amigos. A investigação será conduzida pelo delegado Municipal.

Campanha

A onda de crimes tem assustado a população. Em três dias foram cinco homicídios. Nas redes sociais, uma campanha teve início, com diversos internautas sobralenses aderindo e trocando suas fotos pelo selo da campanha.

O delegado Júnior Vieira esteve em reunião durante toda a tarde de ontem com os órgãos municipais de Segurança, além do Prefeito Veveu Arruda e o chefe de Gabinete Luciano Filho, para tratar da situação de insegurança do Município. "Para o Carnaval, por exemplo, iremos realizar blitz e rondas em parceria com o Detran e Policia Militar", afirmou o delegado.

Jessyca Rodrigues/Colaboradora
Fonte: DN

Nenhum comentário: