terça-feira, 5 de novembro de 2013

AGENTES PENITENCI´RIOS PROTESTAM CONTRA GOVERNO EM FRENTE AO PRÉDIO DA SECRETARIA DE JUSTIÇA



Agentes penitenciários e candidatos reservistas de concurso realizado em 2011 protestaram em frente à Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) na manhã desta terça feira (5), em Fortaleza. Os manifestantes reclamam da falta de estrutura nas cadeias públicas da Capital e no Interior do Estado e de equipamentos de trabalho e a insegurança de agentes e detentos dentro das unidades. Eles pedem a convocação imediata dos 924 candidatos do cadastro de reserva.
"Precisamos de 2500 agentes penitenciários para que possamos viabilizar os projetos do Estado, e ainda não temos esse quantitativo", afirmou o presidente do Sindicato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (Sindasp-CE), Valdemiro Barbosa.
 
A Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) informou que o concurso público para 800 cargos de agente penitenciário foi concluído em 20 de março deste ano com a convocação de todos os aprovados e preenchimento de todas as vagas.

De acordo com o diretor financeiro da Sindasp-CE, Nathanael Andrade, o Estado possui 40 cadeias públicas sem agentes penitenciários, das quais a maioria funciona através do trabalho de terceirizados que, segundo ele, torna a segurança das unidades menos efetiva. "A coibição de materiais ilegais acaba sendo menor, enquanto a insegurança dentro das penitenciárias acaba provocando fugas e mortes dos detentos", relata. Já a Secretaria afirma que possui o efetivo de um agente penitenciário para cada 10 presos.

Em reunião realizada no dia 1º de agosto, a categoria e o governador Cid Gomes discutiram sobre a convocação dos 924 candidatos do cadastro de reserva do último concurso realizado em 2011. "O governador prometeu para a gente que os 924 seriam contemplados", afirma Nathanael. "O governo do Estado investiu mais de R$ 11 milhões para o treinamento e capacitação de candidatos e até agora nenhum foi selecionado".

O candidato a uma das vagas Paulo Sérgio afirma que está há quase 2 anos esperando a contemplação. "O governador precisa reconhecer que o sistema penal está precisando de novos agentes para a manutenção da segurança", disse.

Sobre os candidatos que ocupam o Cadastro de Reserva, a Sejus informou que esses estiveram reunidos com o Governador do Ceará, onde ficou acordado que a convocação dos mesmos se dará por demanda, ou seja, a medida em que novas unidades prisionais forem sendo inauguradas no Estado.

A secretária da Sejus, Mariana Lobo, terá uma reunião com o governador Cid Gomes para discutir os problemas da categoria no dia 11 deste mês. No dia 16, a Sindasp se reunirá no Seminário da Prainha para realizar uma avaliação do movimento.

Fonte: DN/Foto: Flávio Augusto

Nenhum comentário: