terça-feira, 8 de outubro de 2013

MENINA DE DEZ ANOS É ESTUPRADA TRÊS VEZES POR APOSENTADO

Uma menina de 10 anos foi vítima de estupro na cidade de Lagoa Seca, no Agreste paraibano. O acusado, Dorgival da Silva, de 41 anos, foi preso na manhã deste domingo (06). Em entrevista exclusiva, ao repórter da TV Correio, Márcio Rangel, a menina revelou que foi violentada pelo homem três vezes. Na roupa da menina foi encontrado sémem do acusado.

 Os crimes teriam acontecido em um matagal nas proximidades do Parque Recreativo Carlos César, no bairro São José, próximo a casa do acusado.
“Ele me prometeu dinheiro, uma bicicleta e um celular se fosse com ele. Quando chegávamos lá, dentro do mato, ele usava um lenço e colocava na minha boca pra que ninguém ouvisse eu gritando, caso fosse doer” revelou a criança.

Filha de mãe solteira e desempregada, a família vive de ‘favores’ com outros quatro irmãos em uma pequena casa no Centro da cidade de Lagoa Seca. O imóvel, de pouco menos de 20 metros quadrados não tem água, nem energia elétrica. Assustada com tudo, a mãe da estudante contou que o estuprador se aproveitou dos sonhos da menina.

“Eu nunca tive condições financeiras de comprar uma bicicleta e um celular pra ela, porque é um sonho que ela tem de possuir. Ele se aproveitou da inocência dela pra praticar essa imundice. Eu vivo aqui de favor, o dinheiro que recebo é o Bolsa Família, que mal dá pra comprar comida. Sinceramente estou morta de vergonha e revoltada”, desabafou a mãe da criança.

O acusado é aposentado por invalidez porque perdeu uma das mãos. Ele foi detido pela polícia militar na casa em que mora com os pais, no bairro São José, na periferia de Lagoa Seca.

O crime só foi descoberto porque moradores da comunidade flagraram o acusado na companhia da menina e informaram a situação às autoridades. “Já tínhamos visto ele com a menina outras vezes e começamos a desconfiar. Ontem, por volta das sete horas da noite ele passou aqui na frente com ela e nós ligamos pra PM que o prendeu. Sinceramente, eu sou pai e fico imaginando se uma situação destas fosse com uma filha minha. Não sei o que seria capaz de fazer” comentou uma das testemunhas que denunciou o caso.

Dorgival da Silva foi conduzido para Delegacia de Lagoa Seca, no entanto, como a revolta da população era muito grande, os policiais tiveram que transferir o acusado para sede da Central de Polícia Civil de Campina Grande onde ele foi atuado e permanece recolhido até esta segunda-feira, quando deverá ser encaminhado para Penitenciaria de Segurança Padrão onde aguardará uma decisão da justiça.

Fonte: Blog do Márcio Rangel

3 comentários:

Anônimo disse...

Esse Demônio Merece Levar Choque Elétrico.
E Dpois Entregar Ele Para Todos os Presos.

Anônimo disse...

A mãe da criança ñ tem as mínimas condições de criar um filho mais tem é quatro só pra mamar o bolsa família, deveria ter vergonha na cara e ir trabalhar! Quanto a esse vagabundo deveria ser estuprado do msm jeito!

Anônimo disse...

Ele merece levar choque no pinto toda vez q fosse querer fazer isso..