sexta-feira, 26 de abril de 2013

POLÊMICA!!! FACEBOOK MOSTRA VÍDEO DE MULHER SENDO DECAPITADA E NÃO O RETIRA DO AR. VEJA VÍDEO.

Um vídeo de uma mulher sendo decapitada no Facebook tem causado polêmica na rede social. Embora a imagem publicada por um usuário seja explícita, o site afirma que não pode retirar o conteúdo do ar porque ele "não viola os padrões de comunidade do Facebook". De acordo com o Facebook, as pessoas que comentam e compartilham o vídeo estão fazendo isso "para condená-lo" e que, por isso, não pode removê-lo. "Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas", diz a empresa.

"Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem".
O vídeo publicado por um usuário da rede social, aparentemente mexicano, mostra uma mulher sendo decapitada por supostos integrantes de uma gangue mexicana. Até a publicação da reportagem, o conteúdo foi compartilhado por mais de 5,6 mil usuários do Facebook, teve quase 3,9 mil comentários e mais de 1,4 mil "Curtir".
O que pode e o que não pode

Segundo os termos de direito e responsabilidades do Facebook, a rede social está autorizada a remover qualquer conteúdo que infrinja os direitos autorais de alguém. Os usuários estão proibidos ainda de publicar conteúdo que "contenha discurso de ódio, seja ameaçador ou pornográfico; incite violência; ou contenha nudez ou violência gráfica ou desnecessária".

É vedado também aos usuários publicarem conteúdo que "infrinja ou viole os direitos alheios ou a lei", informações financeiras confidenciais de ninguém no Facebook e que contenham quaisquer atos ilegais, equivocados, maliciosos ou discriminatórios.
Leitora chocada

O G1 foi alertado sobre a existência do vídeo pela estudante Jéssica Souza, por meio da ferramenta de jornalismo colaborativo VC no G1.

A leitora conta que soube do vídeo por uma amiga. “Ela recebeu porque um amigo comentou, e apareceu na Timeline dela. Pelo comentário que ele fez, xingando, ela foi ver por curiosidade. [Depois de assistir], ela me mandou mensagem dizendo que estava se sentindo mal”, relata. “Ela ficou bem chocada, assustada porque nunca tinha visto algo assim real”, relata.
Jéssica conta que, inicialmente, pensou que o vídeo fosse uma montagem. “Assisti até o final. Achei que não parece ser falso, mas ainda assim não acredito que alguém seja capaz de filmar isso e colocar numa rede social”, aponta.
Leia a seguir a íntegra da nota eviada pelo Facebook: "As pessoas estão compartilhando este vídeo para condená-lo. Da mesma forma como programas jornalísticos na televisão usam imagens inquietantes mostrando atrocidades, as pessoas podem compartilhar vídeos inquietantes no Facebook com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre ações ou causas. Embora o vídeo seja chocante, nossa postura está fundamentada na preservação dos direitos das pessoas de descrever, representar e comentar sobre o mundo em que vivem".
Fonte: G1

5 comentários:

Anônimo disse...

acorda brasil,vcs pensa o q ; um assalto,estrupo,homicidios,latrocinio e outros horrores existem sao de verdade o povo so se choga depois que ver um video. e por isso q os requintes de crueldade nao tem tanta importancia por q nao e filmado , tudo o brasileiro esquece exemplo de crueldade a morte do bode,finado toinho viado,jaimim e outros q o camocimense esquece.e por isso q o direito de nao e igual a do outro . pois nao me choco se nao quer nao assiste

Anônimo disse...

isso ai vai atrás q teve motivo, um cara nao iria faser isso ai de graça. coisa boa ela nao fez pra pegar uma dessas, isso eu tenho quase certeza, pois tem gente ruim demais, muitos merecem iso ai

Anônimo disse...

INFELIZMENTE ESTAMOS EM UMA GUERRA,EM QUE NÓS ESTAMOS PERDEDO PARA OS BANDIDOS.

joáo henrike disse...

fas tempo que eu não vinha aqui no camocim da uma olhadinha no blog . agora me bati procurando o video da mulher degolada lembrei que o espaço publicava tudo que e polemica no brasil e no mundo dito e serto achei o video. valeu

Anônimo disse...

Este video é de um grupo de narcotraficantes mexicanos, Los Zetas. Os traficantes mexicanos são tão cruéis, que fazem os traficantes brasileiros parecerem as paquitas. Eles matam policiais, mulheres, crianças, idosos, imigrantes e invadem os centros de recuperação de viciados e matam todos. O estado Mexicano é semelhante ao brasileiro, uma marionete de advogados mercenários e uma legislação caduca.