quinta-feira, 15 de março de 2012

ESTUPRO COLETIVO: TESTEMUNHAS E VÍTIMAS DEPÕEM NESTA QUINTA-FEIRA (15).

Testemunhas e vítimas do estupro coletivo que culminou em duas mortes no município de Queimadas, na Paraíba, devem ser ouvidas nesta quinta-feira (15) pela juíza Andréa Dantas Ximenes, da Vara da Infância e Juventude. Na semana passada ocorreu a audiência de apresentação dos três adolescentes representados por envolvimento no crime. Segundo o promotor Márcio Teixeira, o processo relativo à participação dos menores de idade agora entra em fase de instrução e julgamento. 


O procedimento acontece a partir das 8h no fórum de Queimadas. Dezenove pessoas deve ser ouvidas durante o dia, entre testemunhas, vítimas, declarantes e os três adolescentes.  "Agora será a vez das testemunhas e das vítimas sobreviventes explicarem o que aconteceu dentro da casa onde ocorria a festa na noite do crime. Entre os intimados estão dois homens que presenciaram os abusos sexuais e três mulheres, algumas delas violentadas", explicou. A expectativa é de que todo o procedimento judicial seja concluido até 29 de março.

Conforme o promotor, devido à revolta da população, está sendo elaborado um esquema de segurança para que os rapazes possam ser levados do abrigo provisório em Lagoa Seca até a cidade onde o crime aconteceu. O mesmo projeto foi articulado com a Polícia Militar na semana passada.
De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público da Paraíba, dez pessoas participaram da simulação de um assalto com a finalidade de estuprar as mulheres que haviam sido convidadas para uma festa no dia 12 de fevereiro. O grupo seria composto por três adolescentes, que estão apreendidos e internamos temporariamente, e sete adultos, todos atualmente detidos no presídio de segurança máxima PB-1, em João Pessoa.

Segundo Márcio Teixeira, na audiência de apresentação os menores de idade mantiveram a versão de que a festa teria sido planejada para que todos os homens presentes abusassem sexualmente as mulheres e confessaram que tiveram participação nos estupros. Um dos acusados, Eduardo Pereira dos Santos, 28 anos, teria assassinado duas das mulheres porque elas teriam reconhecido alguns dos agressores.
Com relação aos adultos, o grupo ainda está sendo citado pela Justiça para apresentar defesa. Somente depois deste procedimento serão marcadas as primeiras audiências para ouvir as versões de cada um sobre o crime. Os procedimentos também deverão acontecer no fórum de Queimadas.

Fonte: G1
CAMOCIM POLÍCIA 24hs

Nenhum comentário: