domingo, 2 de outubro de 2011

CRIME DE HOMICÍDIO NA CIDADE DE BARROQUINHA.

A PM da cidade de Barroquinha registrou na noite de sábado (01), um crime de homicídio ocorrido entre as Ruas Jose Guilherme de Aragão e a Alfredo Veras Coelho.
A vitima do crime foi o autônomo Raimundo Rodrigues da Costa, 31 anos, natural de Chaval-Ce e que residia na Rua Av. central nº 488 em Barroquinha- Ce.

Segundo informações repassadas à polícia por populares que estavam próximo do local do acontecimento, o funcionário público conhecido por  André Gomes de Araújo, vulgo "Selvagem", 21 anos,  sem motivo algum foi em direção da vitima, entrou em luta corporal, chegando a jogar por diversas vezes a cabeça da vitima contra a parede onde a mesma ficou desacordada e foi socorrido por populares ao hospital local em seguida entrou em óbito. O acusado se evadiu do local tomando destino ignorado.

Os policiais do destacamento de Barroquinha (Sgt Brito, Cb Matos e Sd Maximiano) realizam diligências no intuito de localizar o acusado, porém, até o momento não lograram  êxito.

3 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Crime dos mais bárbaros acontecidos em Barroquinha, pois a vítima além de não fazer nada com alguém, era indefeso, pois vivia fraco de não se alimentar a não ser da bebida.E uma pessoa que se diz cidadão e funcionário público, com cargo de confiança, pratica um ato terrível com um hiumano. Este que se diz cidadão tinha o apelídio de Selvagem, já imaginou o apelídio dele deveria ser era MONSTRO. E a justiça? Qual foi a pena? Ficar em liberdade. Isto significa que ainda tem uma outra e mais oportunidade, pois se é réu primário, então pode fazer mais. E aí quem morreu? Mas ainda existe uma experança. Só a Justiça de DEUS, pois a dos hons é injusta.

Anônimo disse...

Esse crime foi uma injustiça, pois a vítima era uma pessoa do bem, todos na cidade gostavam da vitima por ser uma pessoa indefessa, estão abalados com o caso. Mesmo quando estava em efeito de alcool não ofendia nimguem. Foi mesmo que matar uma criança, pois a vítima não possuia forças para se defender. devido a fraqueça que possuia por conta do alcool.