sábado, 19 de março de 2011

ENCONTRO INUSITADO NA DELEGACIA: MÃE QUE FURTOU E FILHO QUE ASSALTOU.

Delegado
Um encontro familiar em local pouco casual movimentou o 4º DP (Pio XII), semana passada. Rogelma Cunha de Sousa, de 35 anos, e seu filho, Davi da Silva Rodrigues acabaram sendo encaminhados à delegacia por tentativas frustradas de roubos em situações distintas. Enquanto a mãe cometeu um furto de eletrodoméstico na tarde do último dia 14, o filho foi preso em flagrante após uma tentativa frustrada de assalto na manhã do dia seguinte.


O encontro inusitado aconteceu no cartório daquela delegacia distrital. O fato chamou atenção até mesmo do delegado titular do 4º DP, José Munguba Neto. "Em todo o meu tempo de Polícia, eu nunca havia presenciado uma coincidência dessa magnitude. Já havíamos prendido pai e filho, irmãos, mas todos em um mesmo crime. Esse encontro de dois parentes em crimes distintos nunca havia ocorrido", explicou.

O "encontro" começou a ser moldado na tarde da segunda-feira (14), ocasião em que Rogelma foi detida após um roubo de eletrodoméstico. Quando foi encaminhada ao 4º DP, ela informou o nome falso de Rosiane Cunha de Sousa.
Após isso, foi levada para a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap), onde foi constatada a mentira. Lá também foi levantada a ficha de antecedentes criminais de Rogelma. Para surpresa dos policiais, ela possuia 11 procedimentos contra sua pessoa, dentre eles furto e receptação, além de já acumular quatro passagens pela penitenciária feminina.
Prisão do filho

Enquanto era feita a correção das informações de Rogelma, de volta ao 4º DP, policiais do Batalhão de Policiamento Comunitário (Ronda do Quarteirão) encaminharam à delegacia o filho dela.
Davi da Silva tentara praticar um assalto nas imediações da Rua Monsenhor Salazar, a rua em que fica localizada a delegacia, e acabou preso em flagrante pelo policiais militares que passavam pelo local.
De acordo com o delegado José Munguba Neto, a mãe, Rogelma Cunha, responderá pelos crimes de roubo e falsidade ideológica enquanto Davi Rodrigues será processado por roubo.
Curioso

O caso deixou surpresa toda a equipe da delegacia e os próprios protagonistas. "Realmente, foi algo nunca visto. Um fato curioso e, ao mesmo tempo, preocupante. Mãe e filho envolvidos em delitos, um nem sabia do outro", ressaltou o delegado Munguba Neto.
Fonte: DN

Nenhum comentário: