quarta-feira, 6 de novembro de 2019

PRESOS BANDIDOS QUE ATACARAM GRÁFICA NO BAIRRO HENRIQUE JORGE E MATARAM POLICIAL MILITAR


Crime filmado: momento exato em que o bandido e o PM trocam tiros dentro da gráfica  

Já está preso no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) um dos dois bandidos que participaram do assalto e morte em uma gráfica no bairro Henrique Jorge, na zona Sul de Fortaleza, na tarde desta terça-feira (5). Durante o ataque, um policial militar de folga, e à paisana, reagiu, mas acabou sendo baleado e morreu no hospital. Os bandidos foram filmados no momento do crime. 
A vítima morta durante o assalto era o soldado da Polícia Militar, Paulo Henrique dos Santos Siqueira, 24 anos, destacado no Batalhão de Policiamento Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE). Ele era também estudante universitário e no momento do ataque na gráfica, o PM estava fazendo uma tarefa da faculdade. 

Policial morto
O crime foi registrado por volta de 17h16, quando um bandido armado com um revólver de calibre 38 entrou na gráfica, situada na Avenida Porto Velho, e anunciou o assalto. Ele chegou a render três pessoas antes de chegar ao PM, que estava de costas e na frente de um computador. O soldado Henrique foi surpreendido, teve seu celular tomado pelo ladrão e reagiu. Ao sacar sua pistola, foi atingido com três tiros. Mesmo ferido, ele ainda atingiu o assaltante com um tiro na mão esquerda e outro na perna. 
Rapidamente, o assaltante saiu da gráfica e fugiu na garupa de uma motocicleta pilotada por um comparsa. O PM foi socorrido ao Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro), mas não resistiu e faleceu pouco tempo depois ainda na Emergência. 

Presos 

Na fuga, os assaltantes abandonaram a motocicleta na Rua Equador, no bairro Itaoca, e, ao procurar por socorro médico no hospital "Frotinha" de Parangaba, o bandido baleado foi preso, sendo identificado como Iago dos Santos Monteiro, 28 anos. Horas depois, o segundo suspeito foi detido no bairro Demócrito Rocha. Trata-se de Wesley Mesquita Pinto. Os dois são moradores da comunidade dos Sem-Terra, no bairro Bela Vista, e ambos possuem antecedentes criminais por tráfico de drogas e roubos. 

Fonte: Fernando Ribeiro

7 comentários:

Anônimo disse...

A história seria melhor contada com a morte desses dois parasita ai..

Unknown disse...

E o que eu sempre digo vc está armado não quer dizer que vc tem que reagir muitos policiais estão morrendo nesse tipo de acao o assaltante esta sempre na vantagem pq a arma já esta em sua mão com o dedo no gatilho infelizmente mais um cidadão que perde a vida.

Anônimo disse...

Malditos merece morre. Ja se foi mas um Guerreiro. 😥😥😥 va em paz amigo

Anônimo disse...

a policia tinha que pegar esses parasitas era morto mais esse pais e a favor de bandidos triste pq esses heroes dão a vida por nos, va com DEUS heroe que o pape do seu lhe espere de braços aberto

Anônimo disse...

essas bacteria logo logo estão nas ruas pra tira mais vidas esse pais esta jogado as traças força presidente bolsonaro vamos mudar esse cabare acredito muito no SR e ministro mouro

Anônimo disse...

para quem está comentando besteiras em relação a morte do soldado: 1- só opine, comente ou se posiciona sobre algo que você vive, ou tem o mínimo de conhecimento sobre, ao contrário, CALE-SE! , se mesmo assim não for capaz de se conter 2- analise, pense , se ponha no lugar de quem partiu e dos familiares, e só depois fale sua visão.3- todo policial tem para com a sociedade um dever acima até da própria vida, e não foi diferente com o soldado, ele usou de sua arma não só para se defender mas para zelar pelo bem estar de todos ali e nada, NADA, iria garantir que os meliantes não matassem ou feri-se ninguém no local, mas vamos sugerir aos demais policias pararem de revidar a assaltos e por em teste essa ideia, SERÁ UM CAOS. 4- na situação em questão, o policial estava estudando( talvez se o Estado pagasse melhor, ele poderia estar estudando em casa e não em uma lanhouse), quando o bandido se aproxima, percebe de imediato que ele estava armado, e tenta pegar sua arma, (dai pra quem achava que ele devia fingir a "CATIA"), sem exitar ele reage, infelizmente como resultado o soldado foi atingido, mas não morreu como covarde, como muitos "DOUTORES EM SEGURANÇA PUBLICA" queria que ele fosse. 5 - por fim meus sentimentos a toda policia em especial aos meus, que sofrem com essa perda.

Anônimo disse...

Muitos são homem em camocim cidade pacata quando chega em cidade grande morre de graça ....