VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

terça-feira, 28 de março de 2017

EM TRÊS MESES, 88 ADOLESCENTES E DUAS CRIANÇAS FORAM ASSASSINADOS NO CEARÁ. A MÉDIA É UM CRIME POR DIA

As mães são as que mais sofrem, quando encontram seus filhos mortos nas ruas

A cada intervalo de 24 horas, um adolescente é assassinado no Ceará. A média de um crime do gênero por dia é registrada desde o início do ano. Em 85 dias de 2017 (de 1º de janeiro a 26 de março), 88 adolescentes e duas crianças foram mortos no estado, em crimes de homicídio, latrocínio ou lesão corporal seguida de morte, os CVLIs (Crimes Violentos, Letais e Intencionais).
Os dados foram extraídos das  estatísticas oficiais e publicadas no site da própria Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e mostram que o mês de janeiro foi o que apresentou, até agora, no ano, o maior número de mortes violentas de crianças e adolescentes no estado. Foram 36 vítimas, entre elas, um garoto de apenas 11 anos de idade, assassinado, a tiros, no dia 29 de janeiro, na Rua Tomas Edison, no bairro Itaoca, em Fortaleza.
Em fevereiro, mais 26 garotos e garotas, com idades entre 12 e 18, anos incompletos foram executados sumariamente.
Já no mês de março, no intervalo entre os dias 1º e 26, mais 28 mortes violentas, sendo 27 adolescentes e uma criança de apenas 7 anos de vida, o pequeno Pedro Henrique Lima dos Santos, morto a golpes de faca na madrugada do último dia 19, na casa de seus pais, na cidade de Uruburetama (a 109Km de Fortaleza).

Vítimas

Entre os 88 menores mortos figuram na lista três garotas. Geysa Araújo de Menezes, que tinha 17 anos, foi morta a facadas no dia 11 de  janeiro na cidade de Nova Russas (299Km de Fortaleza).  Já no dia 18 também de janeiro, Maria Jeziane Pinheiro de Menezes, 16 anos, foi assassinada, a golpes de faca, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a 55 quilômetros da Capital.
A adolescente Ana Carolina Rodrigues dos Santos, que tinha apenas 15 anos, também é uma das vítimas da violência.  Passavam poucos minutos das 16 horas do dia 5 de março último, quando em meio a um tiroteio de gangues, a estudante foi morta na porta de casa, na Rua Ayrton Senna, no bairro Jangurussu.

A mais recente vítima da violência foi a jovem Rayane de Sousa Silva, 16 anos. Na tarde do último domingo (26), ela acabou sendo morta pelo próprio namorado, um garoto da mesma idade com quem vivia maritalmente. Ele disparou um tiro na cabeça dela. O crime ocorreu na casa onde os dois moravam juntos, no bairro Várzea Alegre, na cidade de Russas (a 163Km da Capital).  O rapaz acabou apreendido pela Polícia Militar e alega que o tiro foi acidental.

Fonte: Fernando Ribeiro

5 comentários:

Anônimo disse...

eu sei o pq, a justiça não da o castigo eles merece ai acontece isso, eles se acham acima da lei ai so da nisso ai

Anônimo disse...

ta mesmo ese ceara ta um mar de sangue

Só canela Tá lindo tá lindinho disse...

saudades do governo TASSO. VAGABUNDO NÃO TiNHA VEZ. A SIM MESMO PARABÉNS PARA O DESGOVERNO CAMILO .TEM Q DE8XAR A POLÍCIA (MILITAR) TRABALHAR.

Anônimo disse...

Mas tambem eesses vagabundos de menor acham que podem fazer o que bem entender e ficar por isso mesmo,e ai que eles se enganam.Sera que os parentes das vitimas vao ter as vidas de seus entes queridos ceifada por esses vagabundos e deixar por isso mesmo?

Moacir Oliveira disse...

A maioria dessas mortes sao entre eles mesmos. Brigas pelo dominio do tráfico e dispitas de territorio.