VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

AGRICULTOR QUE MORAVA SOZINHO COMETE SUICÍDIO

Um agricultor de 58 anos cometeu suicídio em uma residência localizada no Sítio Munduri, zona rural do município de Assaré. Raimundo Inácio Freitas tinha 58 anos e foi encontrado por seus familiares em sua residência já sem vida.
Era por volta das 14h30 de quinta-feira, 17, quando um sobrinho do agricultor foi visita-lo, pois ele morava sozinho. Ao adentrar na casa, ele o encontrou já sem vida pendurado pelo pescoço com um pedaço de corda que estava amarrado em um dos caibros do cômodo da cozinha da residência. Os familiares desconhecem a motivação que a vítima levou a tirar a própria vida.
A Pefoce (Perícia Forense) do IML de Juazeiro do Norte foi acionada para fazer o translado do corpo para a autópsia.

Camocim Polícia 24h

POLÍCIA MILITAR PODE INICIAR GREVE A PARTIR DO DIA 2 E SECRETÁRIO DE SEGURANÇA TENTA AMENIZAR IMPACTO DAS MORTES DE POLICIAIS

Declarações de Delci Teixeira causaram revoltas à tropa e alimentaram o sentimento de indignação com a postura do Governo

Uma assembleia-geral que está sendo convocada para o próximo dia 2 pode ser o ponto inicial para uma paralisação da Polícia Militar do Ceará. Indignados com o tratamento que vêm recebendo do governo, os policiais militares deverão cruzar os braços por tempo indeterminado. Além da violência que já deixou 24 PMs mortos neste ano, a categoria está sem reajuste salarial desde o ano passado, e a promessa do governador Camilo Santana (PT) de implantar a “Média do Nordeste” não foi cumprida.
E para inflamar mais ainda os ânimos da classe, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Delci Teixeira, afirmou em entrevista publicada nesta sexta-feira ao jornal Diário do Nordeste, que, “não estão caçando policiais”, numa tentativa de aplacar os impactos da matança de agentes policiais no Estado.
Ainda de acordo com a reportagem, “dentre os policiais mortos, apenas oito estavam de serviço, 13 estavam de folga e cinco eram da Reserva Remunerada ou reformados”. E Delci disparou mais uma vez contra a categoria: “Em diversas situações, nós tivemos policiais que estavam de folga. Eles estavam com a família e acontece o inesperado, o assalto”.
E disse mais: “Nós não podemos creditar à Justiça  essa sensação de insegurança, nem à Polícia. Eu creditaria  às leis frouxas que nós temos e que têm que ser mudadas”.
Por fim, Teixeira disse que os assassinatos dos policiais foram provocados por “fatores inesperados e que provocaram o instinto policial das vítimas”.

Em menos de 11 meses de 2016, foram mortos no Ceará 24 policiais militares, dois policiais civis, dois agentes penitenciários, um delegado da Polícia Civil e um policial rodoviário federal aposentado, a maioria absoluta em assaltos ou tentativa de assaltos.

Fonte: Fernando Ribeiro

FILHO TENTA MATAR PAI A GOLPES DE FOICE NA CIDADE DE RERIUTABA

O destacamento policial da cidade de Reriutaba conduziu na noite de ontem (17.11), para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Sobral, um filho desnaturado que praticou uma tentativa de homicídio contra o próprio pai. O indivíduo em uma fúria descomunal atacou o seu pai adotivo com uma foice. Segundo informações repassadas pela polícia é que a vítima se encontra em estado grave na Santa Casa de Sobral. O indivíduo foi identificado como Francisco Marciano Sousa Santos, o mesmo foi ouvido pelo delegado plantonista que por sua vez tomou as devidas providencias. 

Fonte: Blog  Sinhá Sabóia 

SOCORRER O POLICIAL OU O TRAFICANTE? CADA SOCIEDADE COLHE OS FRUTOS DAS SUAS ESCOLHAS


Na manhã de quinta-feira, 17, durante o programa “Encontro” da apresentadora Fátima Bernardes, houve um quadro em que os participantes deveriam escolher entre socorrer um policial ferido levemente ou um traficante em estado grave. Quem você escolheria?
Pois bem. Dos 08 convidados que responderem esta questão, 07  escolheram socorrer o traficante e apenas 01 optou por auxiliar o policial. Mas que conclusões podemos tirar deste ignóbil resultado? 
Primeiro, é importante destacar que a Rede Globo, seguindo sua cartilha contra valores e de ataque aos policiais militares, subliminarmente conduziu os participantes a responderem que socorreriam o traficante afirmando que este estava gravemente ferido e que o policial apresentava ferimentos leves. Afinal, esse era o resultado que a Rede Globo desejava obter.
Mas, a despeito do ardil utilizado por aquela odiosa Rede de Televisão, o resultado revela algo ainda mais grave: o desmoronamento moral e a completa inversão de valores da sociedade brasileira contemporânea, especialmente a carioca.
A decisão entre socorrer o policial ou traficante é, em última análise,  a escolha entre o bem e o mal. O policial militar saí todos os dias da sua casa sem saber se voltará para o seio da sua família, oferecendo sua vida para proteger aqueles que nem mesmo conhece. Enquanto isto, o traficante destrói famílias e, sem qualquer respeito pelos direitos humanos, assassina nossos filhos e filhas. Decidir entre o policial e o traficante é, portanto, decidir entre a vida e a morte, entre a ordem e a barbárie, entre o bem e o mal.
Mas, ainda assim, a nossa sociedade -  representada por aquelas 08 pessoas - escolheu socorrer o traficante e abandonar o policial à sua própria sorte, ou seja, socorrer quem a agride e abandonar quem a protege.
Talvez seja melhor acreditar – e é assim que penso – que aquelas 07 pessoas que escolheram socorrer o traficante não representam legitimamente a vontade do povo brasileiro. Ou então seja melhor acreditar que não foram capazes de perceber que estavam sendo sorrateiramente induzidas pela Rede Globo a responderem que socorreriam o traficante. Ou, quem sabe, são pessoas ardilosamente selecionadas pela Rede Globo justamente porque seus perfis indicavam que responderiam como responderam.
De todo modo, vale uma observação importante: países de primeiro mundo e com democracias consolidadas valorizam seus policiais, pois sabem que são eles quem os protegem dos traficantes e de outros criminosos que não respeitam a vida e os direitos alheios.
Cada sociedade faz suas escolhas e colhe os seus frutos. E você, quem socorreria? O policial ou o traficante? Lembre-se: os frutos da sua decisão serão colhidos por você e por seus filhos!

"EU ESCOLHO SOCORRER O POLICIAL!"

Texto do Capitão Augusto - Deputado Federal

Camocim Polícia 24h