VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

EM CAMOCIM, MULHER REALIZA SONHO INUSITADO DE SER DEFUNTO NO DIA DE FINADOS


Está rolando nas redes sociais fotos e vídeos de uma mulher que estaria realizando um sonho muito inusitado neste feriadão do 02 de novembro, dia de finados. É que uma mulher conhecida como Dona Vera, moradora da localidade de Praia do Maceió, aqui em Camocim, realizou um sonho antigo de se passar por defunto no dia de finados.
Todo o cenário foi preparado por uma empresa funerária da cidade e a encenação do velório acontece no Cemitério Jardim Eterno. A suposta “defunta” teve direito a maquiagem e flores, tudo no estilo funeral.
Veja abaixo o vídeo bem humorado e a realização do sonho de Dona Vera.


Camocim Polícia 24h

URGENTE!!! A CAÇADA TERMINOU, POLÍCIA MILITAR PRENDEU "GAGO". INDIVÍDUO ATIROU CONTRA PM'S E TOMOU "CHUMBO"


Por volta das 10h30 da manhã desta quarta-feira, 02, graças aos esforços dos policiais militares do destacamento de Granja a caçada ao elemento identificado como Adriano Sousa de Lima, vulgo “Gago”, de 20 anos, chegou ao fim. O indivíduo é fugitivo da cadeia pública da cidade de Granja e há meses a Polícia Militar da região que tem a frente o Tenente Coronel Artunane Aguiar realizava operações objetivando a sua prisão.

Considerado perigoso

Gago é fugitivo da cadeia pública de Granja. Ele é considerado pela polícia e pela população de Granja como um indivíduo perigoso. Também é apontado como o chefe de uma quadrilha composta por cerca alguns elementos que vem aterrorizando através de inúmeros assaltos realizados tanto na sede como na zona rural do município.
O grupo liderado por Gago age sempre com violência nos assaltos. Sempre armados com revólveres, eles preferem roubar motos e estabelecimentos comerciais. Têm como hábito ameaçar suas vítimas e chama-las de “vagabundas”.
Sempre após suas ações criminosas, o grupo foge em alta velocidade e se esconde na mata fechada onde existem alguns acampamentos feitos por eles em locais diferentes na zona rural do município.


Gago
Assalto

Durante a noite de terça-feira, 01, por volta das 23h00, Gago e outro elemento chegou em um estabelecimento próximo à rodoviária e rendeu várias pessoas que ali estavam e tomou de assalto vários aparelhos celulares, dentre eles um Iphone. Ao tomar conhecimento, policiais militares do destacamento e do Ronda deram início às buscas por toda cidade e localidades vizinhas. Os pm’s estavam no encalce do elemento, no entanto, o indivíduo se embrenhou mata adentro e mais uma vez conseguiu fugir do cerco policial. Os pm’s continuaram as buscas por toda a madrugada mais não lograram êxito.


Arma usada pelo bandido
Rastreado

Já no início da manhã desta quarta-feira, 02, a vítima proprietária do Iphone foi até os pm’s e disse que havia rastreado o local onde seu aparelho estava, sendo que provavelmente seria o local onde o elemento também estaria. Mais uma vez foi organizada uma operação por parte da Polícia Militar, inclusive contando com policiais de folga. Os militares se dividiram e com o auxílio do GPS cercaram a área onde provavelmente Gago estaria, um local conhecido como Camboa, bem próximo do bairro Campo de Aviação.

Bandido reagiu



Logo que cercaram o local, os pms descobriram o acampamento do elemento dentro do matagal. Foi feito a aproximação cautelosa e tática e quando o bandido percebeu a presença dos policiais respondeu a bala, atirando cerca de três vezes contar a composição militar. Nesse momento, em um ato de legítima defesa, um dos pm’s revidou e desferiu um tiro certeiro contra o marginal.
Cessada a ação do meliante, os policiais apreenderam a arma do bandido, um revólver taurus calibre 38 com alguns cartuchos deflagrados. 
Correndo risco de morte, o indivíduo foi socorrido em uma viatura da PM até a UPA 24h e devido ao seu estado foi transferido para a Santa Casa de Sobral sob escolta policial.
Contra Gago existe um mandado de prisão e logo que se recuperar será recambiado para a cadeia pública de Granja, local de onde fugiu há alguns meses.
Do blog: Quero aqui parabenizar todos os pm's que há vários dias se reverzavam nas operações para prender o Gago, inclusive policiais voluntários que sacrificavam suas folgas para tentar tirar este bandido de circulação. Fomos criticados e muitas vezes injustiçados, no entanto não nos abalamos, somos profissionais, sabíamos que a prisão do elemento estava próxima. O mais importante, fomos e somos profissionais, poderíamos muito bem ter agido pela emoção e ter dado fim ao elemento naquele momento, no entanto se tivéssemos agido desta maneira estaríamos nos igualando a ele, e isto é o que nos diferencia, a razão, o dever e a ética profisional, somos obrigados a cumprir a lei... Gago foi preso, a resposta foi dada à sociedade, agora é com a justiça!
Efetuaram a prisão: Subtenente Veras, Sgt Edmo, Sgt Gildo, Sgt Arnaldo, Sgt Fontenele, Sgt Gledson, Sds Duarte, Domingos e Leonardo

Camocim Polícia 24h

POLÍCIA CIVIL: DELEGADO GERAL AMEAÇA DEMITIR POLICIAIS GREVISTAS

Em um "conversa", ontem, para 160 novos escrivães da Polícia Civil, o delegado geral da Pasta, Andrade Júnior, ameaçou demitir toda a Polícia Civil se continuasse em greve, repetiu que a paralisação era uma "ilegalidade" e chegou a usar o termo "pilantras" para se referir a quem estava no movimento. "Como disse aos senhores, tenho 45 anos de idade e 29 de serviço público. Comecei a trabalhar bem cedo e nunca cometi uma ilegalidade dentro da função. E desafio qualquer um desses pilantras que estão aí. Se vão entrar para engrossar esse coro, não entrem".
O áudio com a fala de Andrade Júnior, considerada pelo próprio delegado geral como "dura", foi divulgado nas redes sociais e repercutiu mal entre inspetores e escrivães. Um outro áudio de Andrade Júnior pedindo desculpas pela expressão "pilantras", também foi difundido.
"Gostaria de pedir desculpas aos policiais civis porque o termo foi inadequado. Os senhores não são esses, até porque não foi direcionado para os senhores. Nós sabemos quem são as pessoas que estão buscando promoção pessoal e mentindo para a categoria, dizendo que conseguiu isso e aquilo", disse.
Andrade Júnior aparece em outro trecho do áudio alertando que os policiais que estavam na sala não gravassem. "Eu sei que um ou outro está gravando a conversa do delegado geral. Não façam isso. Não façam porque o processo de vocês vai durar dez dias. Está gravando, para de gravar logo".