VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

domingo, 25 de setembro de 2016

CRIANÇA QUE ESTAVA DESAPARECIDA É ENCONTRADA MORTA EM CACIMBA. UM HOMEM FOI PRESO E TENTA O SUICÍDIO

Uma fonte da Polícia Civil confirmou que um vizinho da menina confessou que ocultou o cadáver e foi preso

A pequena Rakelly Matias Alves, de sete anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (21), foi encontrada morta no início da noite deste sábado (24), dentro de uma cacimba, nas proximidades da casa onde morava, no distrito de Gereaú, em Itaitinga. O corpo foi descoberto por uma equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que diligenciava na tentativa de esclarecer o sumiço da menina. Um homem confessou ter ocultado o cadáver e foi detido.
O suspeito capturado pelos policiais é vizinho da criança. Ele foi conduzido à sede da DHPP para ser formalmente ouvido. Conforme uma fonte da Polícia Civil, ele disse que havia ocultado o corpo de Rakelly, mas as razões ainda não foram explicadas. A Polícia tenta esclarecer se ele tem envolvimento com a morte da menina.
No dia em que o sumiço da criança foi registrado, o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) fez buscas na área, mas não encontrou nenhum vestígio que pudesse levar a ela. A menina estava sozinha em casa, quando desapareceu. A família registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.), mas não houve nenhuma notícia dela depois do dia 21.

Acusado tenta o suicídio

O homem acusado de ter ocultado o corpo da menina Rakelly Matias Alves, em uma cacimba, no município de Itaitinga, ingeriu veneno na noite neste sábado (24).
De acordo com fontes da Polícia Civil, o criminoso, conhecido por populares como "Zé" recupera-se de um acidente de moto. Ele estava em sua casa, sob escolta, enquanto as autoridades executavam os procedimentos necessários à investigação da morte da criança. Nesse período, o acusado teria aproveitado um momento de descuido e afirmou à polícia que ingeriu "chumbinho".

"Zé" foi levado a um hospital para realizar uma lavagem estomacal. Na volta, a população teria reconhecido o acusado, houve tumulto e tentativa de linchamento. Uma patrulha do Batalhão de Choque foi acionada para ajudar a controlar o clima de revolta na cidade.

Fonte: DN

Nenhum comentário: