VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

segunda-feira, 23 de maio de 2016

QUATRO CAMOCINENSES A UM PASSO DO OFICIALATO DA GLORIOSA POLÍCIA MILITAR DO CEARÁ.


A Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (AESP/CE) encerrou, na sexta-feira (20), as aulas dos cursos de formação da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil do Ceará. Ao todo, 953 candidatos aprovados em concursos públicos, concluíram a capacitação. São 190 oficiais da Polícia Militar, 35 oficiais do Corpo de Bombeiros, 201 delegados, 238 inspetores e 289 escrivães da Polícia Civil, que em breve reforçarão a segurança pública do Estado. Agora, todos os candidatos serão submetidos à prova final no próximo dia 29.
Durante meses, os alunos ficaram lotados na AESP, acompanhando aulas teóricas, práticas, seminários e palestras. Além de cumprirem estágio operacional supervisionado em diversas unidades das corporações. Embora a Academia siga um modelo de formação integrada, cada curso possui carga horária e disciplinas próprias, atendendo a especificidade de cada Instituição.
Em capacitação na Academia desde outubro de 2014, Hugo Figueiredo de Souza, aluno do curso de formação de oficiais da PM, fala da importância deste momento para a vida dos formandos e para a própria corporação. "Em breve estaremos nas ruas, somos sabedores dos anseios da tropa e da sociedade. Então temos a consciência da responsabilidade que é ser oficial da PMCE. Nossa expectativa é que cada dia, junto com a experiência dos oficiais mais antigos, com toda minha turma, nós possamos fazer uma Polícia Militar melhor, uma Polícia Militar cada vez mais voltada aos interesses da sociedade. Que todos nós juntos:  oficiais, praças, sociedade, possamos fazer uma segurança pública, conforme diz a própria constituição: Segurança Pública, Direito e responsabilidade de todos”, ressaltou.  
Dentre os futuros oficiais estão quatro camocinense que ingressaram na PM como soldados do Ronda do Quarteirão lotados em Camocim, são eles: J. Santos, Fernandes, Paulo Hildo e L. Júnior.
Todos os cursos seguiram a matriz curricular preconizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP/MJ) e incluiu temáticas variadas como: Sistema de Segurança pública no Brasil, Direitos Humanos, Atendimento Pré-hospitalar, Conhecimentos Jurídicos, Tiro Defensivo, Defesa Pessoal e Policia Comunitária, além dos conhecimentos específicos de cada função. Ao todo, foram 720 horas/aula para delegados e 670 horas/ aula para inspetores e escrivães. Já os futuros oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros cumpriram 2.720 horas/aula, divididos em três semestres.

Fonte: SSPDS

Nenhum comentário: