VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

VC REPÓRTER - CONTRIBUA CONOSCO E ENVIE FOTOS E VÍDEOS

segunda-feira, 16 de maio de 2016

CASAL É PRESO SUSPEITO DE CAVAR TÚNEL PARA FUGA EM MASSA DE PENITENCIÁRIA

Na casa onde eles estavam foi descoberto um buraco com cerca de cinco metros, ferramentas para escavação e droga

Duas pessoas foram presas, na noite do último domingo, em uma residência nas proximidades da Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba. No local foi descoberto um buraco com cerca de cinco metros, apetrechos para escavação e droga. A Polícia suspeita que Antônia Rafaela Gomes da Silva e João Figueiredo do Nascimento Júnior  estivessem cavando um túnel que possibilitasse uma fuga em massa da unidade prisional. 
De acordo com o coronel Francisco Souto, comandante do Policiamento Metropolitano (CPM), havia o indicativo de que um dos presos que iria escapar seria um dos ‘cabeças’ do furto ao Banco Central de Fortaleza. “As informações que chegaram para o CPM foram que um dos presos pelo furto estava patrocinando a escavação e poderia ser um dos resgatados. Essa possibilidade ainda será aprofundada durante as investigações”, declarou o oficial.
Houve uma denúncia sobre o túnel e a Polícia se antecipou. Policiais do 14ºBPM e da Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e defesa Social (SSPDS) participaram da operação, que terminou com a prisão do casal.  A Inteligência da SSPDS disse que Rafaela Silva é casada com um detento que está na unidade de Pacatuba e o túnel podia ser para beneficiá-lo. "Os presos, na verdade, não eram um casal. O que soubemos é que essa mulher queria possibilitar a fuga do marido", explicou o investigador que não pode ser identificado, por ser de uma célula de Inteligência.

F. Souto disse que se não tivessem sido interrompidas, as escavações chegariam rapidamente à penitenciária. “Nós nos programamos para frustrar qualquer chance de fuga.  Provavelmente se a Polícia não tivesse se adiantado teria havido uma fuga em massa”, declarou.
Os suspeitos foram encaminhados à Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DMM), onde foram ouvidos e autuados pelo delegado plantonista.

Fora da muralha

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) informou que foi encontrado um buraco do lado de fora da muralha da penitenciária,  mas ele não levava  a lugar nenhum e ninguém conseguiu fugir da unidade.

No entanto, a Sejus informou que há indicativos de que aconteceu uma fuga na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV), em Itaitinga. A secretaria está realizando os procedimentos de recontagem dos presos e vistoria da unidade para confirmar se algum detento escapou.   

Fonte: DN

Nenhum comentário: