sexta-feira, 29 de maio de 2015

CRATO-CE: CORPO DE SARGENTO MORTO DURANTE ASSALTO EM FARMÁCIA FOI EXUMADO E VOLTOU AO IML.

Quase sete meses depois o corpo do Sargento Franciê Rodrigues Lopes, de 36 anos, morto com um tiro durante assalto em uma farmácia no centro de Crato, voltou ao Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro do Norte. A exumação determinada pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Crato ocorreu nesta quarta-feira no Parque Anjo da Guarda em Juazeiro do Norte, onde o mesmo foi sepultado com honras militares na manhã do dia 5 de novembro. Na manhã do dia anterior, ele percebeu um assalto em curso no estabelecimento e foi alvejado com um tiro na nuca ao tentar impedir a ação de dois marginais. Esse projétil é o “x” da questão já que não foi localizado na autópsia mesmo tendo a marca de sua entrada e não tinha da saída. A justiça quer o projétil e a procura será feita por meio de modernos equipamentos para saber o calibre e um futuro exame de balística, a fim de que tudo fique devidamente comprovado. Enquanto isso, a polícia ainda não descobriu o paradeiro do jovem que teria assassinado o Sargento do Ronda do Quarteirão. José Wellington Ribeiro da Silva, de 25 anos, o “Borracha”, que residia na Avenida Ailton Gomes em Juazeiro é o principal suspeito.
No dia do crime, a polícia prendeu Gledson Ferreira Santana, de 19 anos, residente em Juazeiro, o qual saiu baleado na mandíbula pelo Sargento Rodrigues e foi submetido a uma cirurgia no Hospital Regional do Cariri. Segundo o Inspetor da Polícia Civil de Crato, Aglézio de Alencar, as imagens das câmeras fornecidas pelo estabelecimento comercial e o depoimento de Gledson com detalhes sobre como tudo aconteceu, deixaram claro que “Borracha” teria sido o autor do disparo contra o PM. Há vários meses, a justiça decretou a prisão preventiva do acusado e até foram feitas buscas na casa dele, mas os familiares disseram que, desde o crime, ele jamais retornou e não sabiam do seu paradeiro. Semana depois, os parentes se mudaram da Avenida Ailton Gomes. Gledson está recolhido à Cadeia Pública de Crato, enquanto a polícia faz levantamentos para descobrir o rumo que “Borracha” tomou. Inclusive, cartazes com foto do acusado já foram encaminhados para todos os estados brasileiros. 

Fonte: Miséria

Nenhum comentário: