quinta-feira, 16 de abril de 2015

VINGANÇA OU ACERTO DE CONTAS? INVESTIGAÇÃO TENTA DESVENDAR MISTÉRIO DA CHACINA.


Dois dias após a chacina de "paudarquinho", distrito de Aprazível, policiais da Delegacia Regional de Sobral, sob o comando do delegado Júnior Vieira com o apoio de policiais da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa) estão investigando de forma sigilosa a maior matança realizada na Zona Norte do Estado do Ceará. A chacina que comoveu a população de nossa região, abriu o círculo para o crime organizado em nossa região. Para desvendar o mistério, uma força tarefa está sendo instala na cidade de Sobral.
Os assassinatos foram praticados de maneira cruel, onde a avó e a mãe assistiram os bandidos executarem a neta, de apenas 15. Depois das execuções de quatro pessoas dentro da residência, os bandidos sequestraram Patrícia e sua genitora conhecida como "Zilu", onde levaram-nas para uma estrada que liga a cidade de Alcântaras e depois de várias torturas psicológicas e físicas, praticaram as execuções com tiros nas costas e na cabeça. Logo após os criminosos que utilizaram, provavelmente dois veículos, fugiram e não deixaram nenhum rastro para facilitar a investigação policial.



Geovane, uma das vítima era natural de Fortaleza e tinha um caso amoroso com a filha de Patrícia de nome Emilly. A família do rapaz procurada por nossa reportagem não quis tecer nenhum comentário sobre o ocorrido. Benedito, que também foi executado, estaria na residência, conversando com as pessoas que estavam na casa, e ele pode ter sido morto como queima de arquivo. Aureliano, natural de Morada Nova, estava na residência há alguns dias , pois existem comentário que a mãe de Patrícia teria lhe dado abrigo. Patrícia já respondia processo criminal na justiça e sua mãe de nome Maria de Jesus, estava morando na localidade há pouco tempo, e havia indícios de que nesta casa era frequentada por pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. No dia de hoje (16), as autoridades designadas para desvendar a barbárie, deu início a tomada de depoimentos sobre pessoas ligadas a família das vítimas, por sinal temos conhecimento de que o rapaz que tinha um relacionamento com patrícia compareceu na Delegacia para prestar depoimento e sobre seu inquisitório nossa reportagem não tem maiores detalhes, visto que a investigação segue em sigilo.



Nos próximos dias mais pessoas serão ouvidas no inquérito que foi instaurado para apurar a tragédia. Até agora ninguém foi responsabilizado pelos crimes hediondos, tudo está sendo levantado, cautelosamente pelos policiais da força tarefa, e segundo o Delegado Geral, Andrade Júnior, sua equipe só deixará a "Princesa do Norte" quando tudo for esclarecido. Queremos aqui ressaltar o trabalho do delegado regional, Júnior Vieira, que tem se esforçado bastante para tentar identificar e prender os envolvidos.



Fonte: Olivando Alves
Fotos enviadas ao blog através do VC Repórter

Nenhum comentário: