sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

QUADRILHA QUE TENTOU ASSALTAR CARRO FORTE EM RUSSAS ERA INTEGRADA POR EMPRESÁRIOS


De acordo com as investigações da Polícia, alguns integrantes do grupo criminoso seriam empresários.

Cinco homens presos e vasto armamento e munição de grosso calibre apreendido, avaliado em aproximadamente R$ 500 mil. Este foi o saldo, divulgado ontem, da operação policial desencadeada após tentativa de ataque a um carro forte na BR-116 ocorrida na noite da última quarta-feira (14) em Russas, a 165 quilômetros de Fortaleza.
Conforme a Polícia, o grupo foi preso após invadir um sítio e fazer três pessoas de reféns dentro de uma casa. Houve tiroteio e dois dos suspeitos foram baleados. Após seis horas de negociações, os criminosos se renderam. Os reféns foram liberados sem ferimentos. O armamento apreendido, segundo a Polícia, é similar ao utilizado em guerras.


Elineudo Oliveira Silva, o 'Neudo Pipoca', 41, já havia sido preso, e é apontado como chefe do grupo

Na sede da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), estiveram o delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), Raphael Vilarinho; o adjunto da Especializada, Diego Barreto; o comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI) Norte, coronel Júlio Aquino; e o inspetor chefe da 3ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Alisson Mesquita. Eles apresentaram o material apreendido e forneceram detalhes da operação conjunta.

Vilarinho destacou que o grupo já é conhecido da Polícia como a 'Quadrilha dos Pipocas". Segundo o delegado, eles são suspeitos de cometerem crimes no Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pará e Mato Grosso. Ainda conforme o titular da DRF, o grupo é formado por empresários que possuem, por exemplo, posto de combustíveis, madeireira, dentre outros.

Antônio Ricardo Germano de Lima, o 'Ricardo da Vila Rica', 29, responde na Justiça a processo por roubo
Tiroteio

Na tarde de quarta-feira, o grupo formado por cerca de oito a dez homens armados, atacou um comboio composto por três carros fortes que trafegava na rodovia BR-116, no quilômetro 20, em Russas, com destino a Fortaleza. Os veículos, de uma empresa privada de transporte de valores, levavam dinheiro que fora recolhido de agências bancárias nas cidades de Limoeiro do Norte, São João do Jaguaribe e Russas.

No momento da ataque, a quadrilha recebeu resistência por parte dos seguranças da empresa de transporte de valores e não conseguiu consumar o assalto. "Os vigilantes perceberam a aproximação dos bandidos. Quando os criminosos atiraram, os seguranças revidaram e acionaram a PRF. Um dos bandidos foi baleado e eles se viram obrigados a fugir", afirmou o delegado.

Paulo Sérgio de Oliveira, 31, já foi preso por lesão corporal e foi um dos baleados no tiroteio com a Polícia

Na fuga, o grupo se escondeu em um sítio, localizado a cerca de oito quilômetros do local da tentativa de assalto. De acordo com o coronel Júlio Aquino, a movimentação no local chamou a atenção dos policiais.

"Nossas patrulhas foram divididas e uma visualizou uma casa fechada, por volta de 16h30, mas com os animais do lado de fora, soltos. Isso causou estranhamento. Ao descer para averiguar, a composição foi recebida a bala", lembrou o oficial.

Na residência, dois homens e uma mulher foram postos sob a mira das armas. "Os suspeitos estavam nervosos e ameaçaram matar os reféns. Informamos que ali poderia resultar em algo desastroso. Eles pediram a presença de uma parente e um advogado e, com a chegada dos dois, se renderam", afirmou.

Ângelo Márcio Rodrigues, 36, não respondia a nenhum crime e também foi ferido durante a ação

Na casa, foram presos Elineudo Oliveira Silva, o 'Neudo Pipoca', 41, que já havia sido preso em 2010 pela Polícia Federal pela prática de crimes contra instituições financeiras; Antônio Ricardo Germano de Lima, o 'Ricardo da Vila Rica', 29, que já responde por roubo; além de Paulo Sérgio de Oliveira, 31, e Ângelo Márcio Rodrigues, 36. Estes dois últimos, feridos, foram conduzidos ao Instituto Doutor José Frota (IJF), na Capital.

Em poder do grupo, foram apreendidos três fuzis AK-47; dois fuzis calibre 556; uma espingarda calibre 28; três pistolas ponto 40; 17 carregadores de fuzil; cinco carregadores de pistola; 473 munições intactas de diversos calibres, balaclava, e cerca de 20 quilos de explosivos.

Raimundo Nonato Rodrigues da Silva, o 'Raimundo da Vertente', 32, também já havia sido preso por roubo

Já na manhã de ontem foi preso Raimundo Nonato Rodrigues da Silva, o 'Raimundo da Vertente', 32, que já responde por roubo. Segundo a Polícia, a quadrilha seria composta por "cerca de 30 a 40 pessoas". Da última ação, haveria pelo menos outros três foragidos. "As diligências continuam", afirmou Aquino.

Armas apreendidas, fuzis AK 47 e 556, de origem egípcia e americana, são utilizadas em guerras, de acordo com informações da Polícia. FOTO: KID JÚNIOR

Homenagem

Ao fim da coletiva, os policiais prestaram homenagem ao soldado Samuel Rodrigues Tabosa, morto na quarta-feira, a quem ofereceram o trabalho feito.

Levi de Freitas
Repórter
Fonte: DN

3 comentários:

graúna disse...

Agora me lembrei de Camocim... gente ficando rica da noite pro dia sem trabalhar em porrs nenhuma.

Anônimo disse...

Q ramo bom, até empresário mudando de profissão, queria ver isso era na Idonésia, é bom eles se mudarem prá lá, tem 02 brasileiros na fila prá amanhã, fuzilamento, se por aqui tivesse também, tava tudo tranquilo, mas como ñ tem, taí a nova profissão de empresário.

Anônimo disse...

Só não podemos esquecer de que, as tais armas de guerra usadas por eles, não caem do céu, e sim, são adquiridas através de negociações com policiais corruptos. E não estou falando da nossa PM, nem tão pouco do HONDA,mas sim, daqueles que de fato tem o poder nas mãos. Infelizmente essa é nossa realidade.