segunda-feira, 6 de outubro de 2014

GRANJA-CE: DETENTOS SERRAM BARRAS DE FERRO E FOGEM DA CADEIA PÚBLICA.

No início da madrugada desta segunda-feira, 06, um policial militar e um agente que estavam de serviço na cadeia pública de Granja ligaram para o Copom (190) em Camocim e comunicaram sobre uma fuga naquela unidade.
Segundo informações repassadas ao blog, alguns presos se aproveitando da calada da noite, haviam serrados duas grades de duas celas e ainda arrombado a grade de uma terceira.
Era por volta de meia-noite e meia, quando o policial de plantão escutou um forte barulho que vinha da ala das celas e de imediato foi observar o que estava acontecendo. Nesse momento percebeu que vários presos, todos fora das celas e soltos no pátio externo, tentavam uma fuga em massa.
Na tentativa de fazer os detentos desistirem, o militar efetuou alguns disparos de revólver, o que fez com que a maioria dos presos voltassem para as celas. O militar e o Agente penitenciário solicitaram apoio policial e em poucos  minutos compareceram policiais do destacamento e do Ronda do quarteirão. Foi realizada uma rápida vistoria e perceberam que quatro detentos haviam fugido, são eles:

  • Flávio Firmino Carneiro, responde ao Art. 155 do CPB. 
  • Francisco Johnatan Caetano da Silva, o qual havia sido transferido de Camocim. 
  • Jorbson Teixeira Machado, transferido de Tianguá. 
  • Paulo Mário dos Reis Silva, responde pelo Art. 121 do CPB. 
Policiais do destacamento de Granja e do Ronda do Quarteirão realizaram diligências  por toda a noite objetivando recapturar os fugitivos, porém, até o presente momento nenhum dos quatro foram localizados. A Polícia Militar pede para quem tiver quaisquer informações que leve ao paradeiro dos elementos que ligue para o 190.

Camocim Polícia 24h

4 comentários:

Anônimo disse...

flavio poem fotos deles,assim fica melhor de denunciar!!!aguardo..

Camocim Polícia24h disse...

Por enquanto ainda não temos.

Anônimo disse...

Essa cadeia já era pra existir um sistema de cameras e cerca eletrica,eu acho pouco vontade das autoridades que competem manter esse pressos sem conseguir fugir.

Anônimo disse...

rs.....se eu fosse policial,teria atirado era para matar esses bandidos...mas uma coisa que qgente não entendi é,quando alguém vai fazer uma visita aos presos elas passam por uma verdadeira e minuciosa vistoria,e ainda encontram varios objetos são encontrados nela....