quinta-feira, 1 de maio de 2014

BEBÊ ACHADO MORTO EM JUAZEIRO DO NORTE FOI ASFIXIADO, CONCLUI LAUDO DA POLÍCIA.

Um laudo da perícia forense concluiu que Francisco de Sousa, de um ano e cinco meses, foi morto por asfixia, e não por afogamento, como a Polícia Militar havia apontado inicialmente. Francisco Sousa foi assassinado no Bairro Cariré, em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, em 22 de abril. O pai da vítima havia suspeitado de que a avó havia matado e o filho e a matou com um golpe de faca. Maria Elaí, de 44 anos, morreu cerca de duas horas após sofrer um golpe de faca no pescoço. A criança e a avó foram sepultadas juntas em 23 de abril, em Juazeiro do Norte.

De acordo com a Polícia Militar, o corpo do bebê foi encontrado em uma poça próxima à casa da família. A avó da vítima informou ao pai sobre o acidente, alegando que a criança havia se afogado. Após o laudo constatar morte por asfixia, a polícia aponta avó do bebê, que foi morta logo depois, como autora do homicídio da criança.

O pai do bebê, suspeito de ter matado a avó da criança em seguida, está foragido. A polícia vai intimar o suspeito a prestar depoimento ainda nesta quarta-feira (30). "O autor desse homicídio [da avó do bebê] foi o pai da criança, genro da vítima, e esperamos que possamos interrogá-lo. Em não se apresentando, ele poderá ser preso preventivamente, já que se trata de um crime bárbaro", explica o delegado da Polícia Civil Eugênio Marcos dos Santos.
Fonte: G1CE

Nenhum comentário: