quarta-feira, 23 de abril de 2014

TREINAMENTO: AESP INICIA TERCEIRO CICLO DE CURSOS PARA COPA 2014

O terceiro ciclo de cursos que estão sendo oferecidos aos agentes da Segurança Pública do Ceará, que atuarão na Copa do Mundo 2014, foi iniciado na manhã de ontem, na Academia Estadual de Segurança Pública do Estado (AESP/CE). Ao todo, 191 agentes entre policiais civis e militares, bombeiros militares, integrantes das forças armadas, guardas municipais e peritos criminais participarão dos cursos de 'Enfrentamento ao Turismo Sexual e à Exploração de Crianças e Adolescentes' e de 'Análise Criminal Aplicada a Grandes Eventos'.
Até agora, 492 outros profissionais já foram treinados, em áreas diversas. Até o fim de maio o contingente que deverá estar capacitado para demandas próprias dos grandes eventos é de 900 agentes. O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Amarílio Lopes, que coordena os cursos, informou que os profissionais estão sendo escolhidos conforme suas habilidades e suas áreas de atuação.

"Nós informamos aos comandantes ou diretores de cada uma das instituições a quantidade das vagas e o tema que será ofertado. Eles veem dentro de suas equipes as pessoas que se identificam mais e que melhor aproveitarão o que será repassado. A lista de pessoas nos é enviada, depois que o comando vê quem é mais hábil para a função que será desempenhada", explicou o tenente-coronel.

De acordo com o diretor da AESP, coronel PM Hermínio Dutra, o número de 900 agentes treinados é suficiente durante a Copa, porque a qualidade do treinamento é mais importante que a quantidade de policiais nas ruas. "O intuito da AESP é preparar o moral, o pessoal e o emocional destes policiais, para que eles estejam equilibrados e seguros de sua capacidade nas ruas", afirmou o oficial.

Segundo o diretor da AESP é preciso que os policiais estejam em constante renovação, e não só em tempos de grandes eventos. "Ao longo dos anos não era comum que os policiais voltassem as salas de aula, mas a AESP está sendo o instrumento para promover esta reciclagem".

Expectativas

O escrivão de Polícia Civil Erick Márcio Oliveira, que participa do treinamento disse que as expectativas para o aproveitamento das aulas são as melhores. "Precisamos de muito conhecimento para estarmos aptos a realizarmos o trabalho de Polícia. A integração que os cursos promovem entre as forças de segurança é muito válida. Temos a oportunidade de compartilhar experiências e buscarmos melhorias com o exemplo, a vivência do outro".

Fonte: DN

2 comentários:

Anônimo disse...

Mais eles vão bater nos turista com cassetetes de madeiras ou de borracha,pois é a única coisa q a polícia sabe fazer

Anônimo disse...

Isso msm alem de comer tua mulher .