quinta-feira, 20 de março de 2014

MILITARES DO RAIO PRENDEM CASAL COM ARMAS E MUNIÇÃO.

Um casal foi preso, na manhã de ontem, portando duas armas de fogo, munições, R$ 3,2 mil, além de várias cédulas de guarany, moeda do Paraguai; e dólar, dos Estados Unidos. A prisão foi efetuada por policiais militares lotados no Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio).
Segundo o cabo Eliton, comandante da equipe Raio 12, ele e os colegas receberam denúncia dando que ocupantes de um Citroën C4 Pallas, de cor prata, estavam trafegando armados e, provavelmente, com o objetivo de matar alguém.
A equipe Raio 12 fazia patrulhamento no Planalto Pici. Os policiais foram informados que o carro estava trafegando nas imediações da Avenida José Bastos. Além do cabo Eliton, os soldados Pedrosa, Cordeiro e Jodelson efetuaram a prisão do casal.

Os policiais seguiram para o local e se depararam com um carro que correspondia com as características do veículo que estava sob alerta. Nas proximidades do viaduto da Avenida José Bastos sobre a Rua professor Costa Mendes, no bairro Rodolfo Teófilo, o carro foi abordado.
O condutor do carro, Rodrigo Jackson Maciel de Melo, 23, e a esposa dele, Celene Santos Cavalcante, 40, ficaram bastante nervosos. A mulher estava com um revólver, calibre 38, na cintura. A outra arma, também um revólver do mesmo calibre estava sob a perna o rapaz.

A arma que Rodrigo de Melo portava era do tipo especial, com cano longo e reforçado, entretanto estava com a numeração raspada. Ele tem antecedentes criminais por roubo e receptação.
O major Teófilo Gomes, que estava na supervisão do Comando de Policiamento da Capital (CPC), informou que o comandante do BPRaio, major Márcio Oliveira, foi à residência do casal, onde encontrou mais munições de diferentes calibres.

Autuado

O proprietário do carro, segundo o major Teófilo Gomes, tem mandado de prisão em aberto. O casal foi autuado em flagrante pelo delegado Ribamar Lemos, que estava de plantão no 11º Distrito Policial (Pan-Americano). Existe a suspeita que Rodrigo e o dono do carro sejam integrantes de uma quadrilha.

Fonte: DN

Nenhum comentário: