terça-feira, 19 de abril de 2011

BPTUR E BPCHOQUE AUMENTAM O COMBATE AO TRÁFICO NA FAVELA.

Policiais do BpChoque e do BpTur deflagraram uma ofensiva que deverá possibilitar novas prisões nas próximas horas

A Polícia Militar, através dos batalhões de Polícia de Choque (BpChoque) e de Policiamento Turístico (BpTur), deflagrou, ontem, uma nova operação de repressão ao tráfico de drogas na Praia da Iracema, um dos mais famosos bairros da Capital cearense e hoje dominado pelo crime e pela prostituição explorada por estrangeiros.
Na tarde de ontem, o ´alvo´ da PM foi a Favela Baixa Pau, localizada por trás do prédio da antiga Alfândega, na Avenida Historiador Raimundo Girão, e a poucos metros do Centro Dragão do M ar de Arte e Cultura.

Uma mulher, apontada como uma das principais vendedoras de entorpecentes da região, acabou presa em flagrante. Daniele Silva Pereira, 24, foi abordada com cerca de 150 pedras de crack e aproximadamente R$ 2 mil em espécie.

Para localizar a traficante, os policiais realizaram incursão nas ruas estreitas da comunidade e conseguiram encontrar a casa que servia como ponto-de-venda de drogas na favela.
"O local é de difícil acesso, mas não deu tempo para ela esconder ou tentar se desfazer da droga", informou o sargento PM Simplício Mota, comandante da patrulha de prefixo CT-4007, do BPChoque que esteve à frente da ocorrência.

Segundo Mota, na última quinta-feira (14), a equipe dele, conseguiu efetuar a prisão de uma traficante identificada como Patrícia Kellly Aires Martins, que age na mesma região. Ela foi detida na Rua Senador Jaguaribe, no bairro Oitão Preto, mas agia também na Praia de Iracema. Antes, a Polícia havia prendido outro chefe do tráfico na Favela Baixa Pau, conhecido por ´Luizinho´.
Depois da detenção de Patrícia, os PMs obtiveram a informação de que outra mulher também era responsável pela venda diária de grande quantidade de drogas na região.

Dinheiro
Com a localização exata da ´boca de fumo´, ontem os PMs realizaram a abordagem. Na casa de Daniele Silva Pereira, 24, os policiais encontraram as 150 pedras de crack. "Pelo volume de dinheiro encontrado, podemos perceber como é intensa a comercialização de drogas comandada por ela", afirmou Mota.
A acusada disse aos policiais que a droga era dela e que vendia para sustentar os seis filhos, entre eles, uma criança de apenas sete meses de idade.

De acordo com a Polícia, Daniele foi denunciada por Patrícia devido a uma dívida de drogas entre as duas. Ela confirmou aos PMs que já havia comprado drogas de Patrícia e que estava devendo aproximadamente R$ 150,00. Daniele teria assumido o comando da venda de drogas depois da prisão do irmão.
A Polícia já sabe que existe uma conexão entre os traficantes de drogas que agem em três pontos diferentes da Praia de Iracema, as Favelas Baixa Pau, do Morro e Graviola.

Caçados
O trabalho da PM agora é tentar prender outros chefes do tráfico na Praia de Iracema, dois deles já identificados como ´Gabi´ e ´Pablo´, que vendem cocaína e pedras de crack na Favela do Morro, situada entre as ruas São Longuinho e Arariús.

Nenhum comentário: