quinta-feira, 14 de março de 2013

INGENUIDADE: CEARENSE SE APAIXONA POR "DOM JUAN" VIRTUAL E PERDE R$ 24 MIL.


Uma cearense enviou cerca de R$ 24 mil para um homem com o qual se envolveu emocionalmente e que conhecia apenas pela internet. Segundo ela, o primeiro contato com o ''Don Juan'' virtual foi pelo facebook, em novembro de 2002.
Em uma mensagem, ele disse que era natural da Nigéria, no continente africano, mas que morava na cidade inglesa de New Castle, onde trabalhava como engenheiro em uma empresa.


As trocas de mensagens, sempre em inglês, se intensificaram e, em pouco tempo, ele começou a falar em vir ao Brasil para conhecer a família dela e até casar.  Ela falava tudo da sua vida para ele, mas nunca se conheceram. Apenas se viam por fotos postadas na rede social. Com o passar do tempo, as "conversas" ficaram mais pessoais e ele começou a falar que estava passando por dificuldades financeiras. E pediu ajuda.

Primeiro ele enviou US$ 2 mil por meio de uma casa de câmbio para o nome de outro nigeriano. Em menos de dois meses, foram três remessas. Em fevereiro de 2013, no carnaval, ela enviou mais US$ 4 mil em dinheiro e comprou passagens aéreas por cerca de US$ 2 mil para ele vir a Fortaleza conhecê-la.

Nesse ponto, os amigos já estavam alertando a mulher de que era um golpe e que tudo isso não era normal. "Eles me alertavam, diziam que era golpe, que eu estava sendo ingênua", conta a mulher.
Apesar dos alertas, ela só se convenceu de que estava sendo vítima de estelionato quando quando ele disse que não seria possível vir à Fortaleza, depis de tudo acertado e das passagens emitidas e pagas. "Eles conhecem o perfil [de quem pode cauir no golpe], escolhem as pessoas mais generosas".

A partir daí, ela começou guardar os e-mais trocados e qustioná-lo se ele realmente queria  ficar com ela. Mesmo assim, ele chegou a pedir mais US$ 2 mil. Desconfiada, enviou uma mensagem chamando-o de bandido e que não acreditava mais nas promessas.
Depois disso, ele deixou de ser 'amigo' dela no facebook e disse que não iria mais falar com ela porque ele não gostou de tê-lo chamado de ladrão.  Ela foi à delegacia e fez um Boletim de Ocorrência (BO) e agora espera que a polícia o encontre para que consiga recuperar pelo menos parte do dinheiro enviado.

De acordo com a polícia, apesar do dinheiro ter sido enviado de forma voluntária, está configurado o crime de estelionato. A cada semana, a Delegacia de Defraudações recebe pelo menos uma denúncia de aplicação de golpes, especialmente os relacionados a ofertas de emprego e ilusões amorosas.

O delegado Jaime de Paula Pessoa recomenda que a vítima ingresse com uma ação civil, independentemente de onde o golpe tenha sido aplicado e faz  outras recomendações: "para que a gente se aprofunde nesse relacionamento, vamos conhecer pessoalmente. Vamos evitar tranferir valores, porque quem está apaixonado não pede dinheiro."

Fonte: G1CE

2 comentários:

P™ disse...

Acho que depois dessa ela vai adquirir um ceticismo e desconfiar dos "amores" virtuais. Que vacilo!

Ana Paula disse...

Ingenuidade, não né ??? IDIOTICE , isso sim !!!!